domingo, 20 de dezembro de 2009

Duas notas do clássico



Duas coisas sobre o clássico da Luz, que o Benfica venceu por 1-0:

1) Cada vez que em jogos importantes Jesualdo tenta reforçar a zona do meio-campo com Guarin, sacrificando uma unidade mais criativa e dinâmica (no caso Belluschi) dá-se mal. Por outro lado, Varela é hoje mais uma certeza do que uma promessa e em face do seu rendimento nos últimos desafios era expectável que fosse titular. Na prática, Varela continua a ser o elo mais fraco.

2) O Benfica tem um grande plantel. Não é novidade. Urreta e Martins foram novidades que encaixaram bem na estratégia de Jorge Jesus. Saviola é um goleador insaciável, mas para mim o grande jogador da companhia encarnada é Ramires. Pela grande qualidade que tem e espírito de sacrifício que revelou ao aceitar o repto que Jorge Jesus lhe lançou para ir ao clássico.
Enviar um comentário