sábado, 21 de julho de 2007

Venlo, banho de civilização

Venho de um banho de civilização na Holanda, dez dias de trabalho misturado com lazer, inquietações, delírios nocturnos, alegrias várias, tristezas ocasionais, melancolia lunar, euforia -enfim, tudo o que um bom «charuto» pode providenciar ao pobre jornalista atirado para a monocórdica missão de seguir todos os passos de uma equipa de futebol desde o levantar até ao deitar.

Venlo. Fixem a palavra, é nome de uma cidade dos Países Baixos que faz fronteira com a Alemanha. A Bélgica também anda lá por perto, mas sugiro que a evitem. Venlo é linda, é limpa, é animada. Venlo é acolhedora, simpática, educada. Finalmente, Venlo foi como uma segunda casa onde nunca me senti constrangido, perdido ou até aborrecido. Dez dias passaram a voar, ao sabor de um tempo instável, de nuvens escuras que se abriram mais tarde para a passagem de un sol radioso pelo tapete azul-aveludado do céu.

Tratarei em breve de descarregar as fotografias deste estágio na Holanda (ah, a propósito, a equipa em causa era o FC Porto, que nos tratou como lordes) para visionamento planetário.

Fiquem bem
Enviar um comentário