domingo, 11 de janeiro de 2009

Neve, gelo e degelo...


Foto: FC Paços de Ferreira

Ainda há neve em Paços de Ferreira. Neve e gelo, porque a linha lateral junto à bancada dos sócios estava literalmente congelada. O jogo começou por isso um pouco mais tarde que o previsto, e se houve equipa que não chegou a «descongelar» foi mesmo o Paços de Ferreira, que ao intervalo já perdia por 3-0 com o Nacional. Seguiu-se uma reacção enérgica e cheia de fé dos castores, que reduziram para 2-3, com golos de André Pinto e Carlos Carneiro. Não deu para mais. O Nacional foi mais equipa, mas perdeu a oportunidade de sair do jogo com o mesmo brilho com que o iniciou.

PS: Grande chavascal na Luz. Não me espanta que a minha previsão acerca do FC Porto continuar no primeiro lugar por mais algum tempo tenha pecado por optimista. Claro que os dragões também não fizeram por isso. Jorge Jesus berrou, berrou, mas no fim o que fica? Três pontos à vida e a certeza de que o Sp. Braga não pode nem deve pensar no título. Nem sequer em sonhos...

PS1: O Trofense empatou no Dragão. Jesualdo queixa-se que as equipas se fecham muito no recinto do FC Porto. Acho que é assim desde que o novo Estádio foi inaugurado. Já era assim nas Antas. Dragão que é dragão tem de saber contornar esse «obstáculo». Quanto à equipa de Tulipa, depois na última ronda ter ajudado o FC Porto a subir à liderança ao ganhar ao Benfica, desta vez ajudou o Benfica a voltar ao primeiro lugar ao subtrair dois pontos aos azuis e brancos. Como se percebe, a turma da Trofa não olha ao peso das camisolas...
Enviar um comentário