segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

E nós que os aturemos...

O que nós temos de aturar... Era bom que alguns treinadores compreendessem que o jornalista é a ponte para o leitor. E para o adepto. O futebol profissional chama-se assim por alguma razão. Haja ao menos o bom senso de respeitar quem também tem compromissos, horários a cumprir, um jornal para fechar e família à espera. Com a devida vénia ao amigo Rogério Neves, cá vai disto. Para meditar.
Enviar um comentário