terça-feira, 30 de setembro de 2008

Arsenal poderoso


Foto: Yahoo/Reuters

É pesado perder 4-0. O FC Porto foi bombardeado no Emirates Stadium por um Arsenal cheio de pólvora. Houve muita força inglesa para demasiada fragilidade dos azuis e brancos. Não se percebe a opção de colocar Lucho no banco - que dizer, percebe-se que estivesse fisicamente limitado, mas se era assim porquê convocá-lo? Sobretudo: porquê lançá-lo em Londres quando está à porta um clássico com o Sporting?

Ao ver os primeiros 20 minutos, pensei que o FC Porto pudesse eventualmente explorar alguma imaturidade do Arsenal. O problema é que a juventude de alguns jogadores de Wenger é largamente compensada com talento, velocidade de execução, raça e inteligência táctica. Acho que colectivamente o FC Porto esteve mesmo muito mal, mas destacaria a (in)acção de Guarin e Benitez e o nervosismo de Bruno Alves. O que se passa?

Enviar um comentário