quinta-feira, 23 de março de 2017

Edimar no São Paulo


Pouco aproveitado no Cruzeiro, o antigo lateral esquerdo do Braga e Rio Ave foi cedido ao São Paulo, de Maicon. Edimar tinha chegado ao clube de Belo Horizonte pela mão de Paulo Bento. 

Krovinovic e a alegria pela renovação


Krovinovic, médio croata do Rio Ave, falou em exclusivo a A Bola sobre a renovação do seu contrato até 2020. 

quarta-feira, 22 de março de 2017

Lyanco: o FC Porto estava na pista certa


Lyanco, defesa central do São Paulo, foi notícia no ano passado quando o FC Porto procurou incluir o jovem de 20 anos, do São Paulo, nas contrapartidas para a mudança definitiva de Maicon para o tricolor. O único paulista que chegou ao Olival foi o lateral-esquerdo Inácio, cotado em 3 milhões de euros, mas até final da época o FC Porto ainda pode reclamar uma das promessas do São Paulo, desde que os brasileiros concordem com o nome desejado.

Não foi o caso de Lyanco, internacional sub-20 do Brasil, que também passou pelas seleções jovens da Sérvia, país que serviu até aos sub-18. O São Paulo recusou envolver o defesa no negócio Maicon e na sua edição de hoje, 23 de março, o jornal italiano Tuttosport dá conta do avanço do Torino para a contratação de Lyanco. O dragão estava na pista certa. Estava ou ainda está?

quinta-feira, 9 de março de 2017

"Walter é um débil mental" - a dureza das palavras



Uma entrevista dura de Halé Pinheiro, até há dias o homem forte do futebol do Goiás, que versa, entre outros temas, Walter, jogador que tem contrato com o FC Porto até 2019,  e que recentemente foi despedido do emblema brasileiro por ter agredido com uma cotovelada o guarda-redes Matheus. Halé não é manso nas palavras e diz que depois de ter sido quase um pai para Walter, viu que, afinal, não havia volta a dar .«Aprontou...»

Ver no link abaixo:

"Eu vi que minhas palavras não valeram nada para o Walter! O Walter é um débil mental, não está no seu juízo perfeito não. Nós estamos muito aliviados do Walter ter ido embora".

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

'Senza Paura'


Nos últimos seis jogos em casa, o FC Porto nunca perdeu frente a equipas italianas. O duelo dos dragões com a Roma, no play-off da Champions, foi uma preciosa lição que o futebol nos ofereceu sobre os méritos de ser paciente e equilibrado na abordagem a desafios em que uma equipa é tida como menos favorita que a outra. Nem a Roma era um papão nem o FC Porto se dispôs a subir ao altar para o sacrifício antecipado pelos transalpinos. Ao despachar o adversário com uma exibição notável no Estádio Olímpico – vitória por 3-0, depois de um empate comprometedor a uma bola no Dragão – o FC Porto mostrou que a sua sólida obra europeia o iguala, em estatuto, ao Real Madrid e Barcelona, as únicas equipas com igual número de presenças na Champions – 21. 

A Juventus é outra história? Para os mais antigos, haverá sempre essa memória dolorosa de Basileia e da derrota na final da Taça das Taças, em 1984, por 2-1, que nunca chegou a ser vingada. Posteriormente, em 2001 a Juve empatou nas Antas (0-0) e ganhou ao FC Porto em casa (3-1) na fase de grupos da Liga dos Campeões. Três jogos, duas derrotas e um empate, mas tantos anos passados este é o único padrão que se mantém: esta noite estarão frente a frente dois históricos da Europa. 

Um com muitos mais milhões de euros que o outro, mas sempre foi assim o fado das equipas portuguesas. Não há drama nesta história dos investimentos: é só visitar a galeria de troféus no museu do FC Porto para se perceber que o dinheiro não compra tudo. ‘Chi bene incomincia è a metà dell'opera’. Numa tradução livre para o português, começar bem é meio caminho andado para o sucesso. Ganhar hoje será mesmo meio caminho andado para o FC Porto acertar aquelas continhas em aberto desde 1984…

PS: Vão perdoar-me puxar a brasa a minha sardinha, mas a capa da Bola está potente. E dentro alinha pela mesma mensagem forte, a de um dragão que não tem de temer nenhum adversário.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Pottker: dois milhões, dois anos depois

Foto: SC Braga

William Pottker. Passou quase sem história pelo SC Braga em 2015, e pela equipa B, onde fez 10 jogos e marcou apenas um golo. Passados dois anos foi um dos melhores marcador do Brasileirão - 14 remates certeiros - e acaba de ser vendido pela Ponte Preta ao Internacional de Porto Alegre por quase dois milhões de euros. O Corinthians também tentou no mês passado levar Potkker, mas sem sucesso.

Faz lembrar um pouco o percurso de Welthon no SC Braga B. Um grande talento devorado pela voracidade dos resultados imediatos. Às vezes é preciso esperar, É preciso persistir. Pottker tem apenas 23 anos...

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Augusto Mata e Catarino - unidos pelo 45



Duas gerações que se cruzam, com um algarismo em comum: 45. Há 45 anos que o Augusto Mata treina, sem parar, e apesar da saúde por vezes o trair, não dá sinais de querer travar. É um homem de amores seletivos (apenas treinou cinco clubes) mas de arrebatadora paixão pelo futebol. A história de que o Pedroto ficou encantado com o sistema de fora de jogo de Mata é preciosa. Uma pérola magnificamente escrita pelo Pedro Cadima

Agora, o Catarino. Outro caso de longevidade, mas a jogar. Vai fazer 45 anos em Março. De amores diversos e estimulados pelo amor à bola, um mundo de contos e golos, todos eles pacientemente contadinhos pelo meu bom camarada Miguel Mendes. 

São estes casos de vida que gostamos de alimentar em A Bola. Obrigar o leitor a parar, a ler, é a missão de qualquer jornalista que se preze. O mau jornalista é aquele que escreve para ele. O bom escreve para o Mundo. 






sábado, 4 de fevereiro de 2017

Fernando, o Polvo

Uma entrevista recente de Fernando a A BOLA. Uma bela entrevista conduzida pelo camarada Rui Amorim, num bom exemplo da dinâmica de um jornal que não vive conformado com o óbvio nem vê nos caminhos curvas incontornáveis. 




sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Jorge Simão - quem é?



Um pequeno interregno para recuperar o trilho das origens. Foram 11 anos a fazer o SC Braga e é sempre um prazer, volta e meia, voltar. Nós, a classe, podemos achar muita coisa, mas nem sempre temos a percepção do correto, do real, do que existe para lá do que as imagens nos mostram sobre determinada personagem. Quem é, na realidade, Jorge Simão? Carlos Martins e Lázaro Oliveira tiveram a gentileza de me esclarecer. E eu tive o prazer de escrever. 








terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Pinto da Costa agradece a «A BOLA»


1979, as Antas irromperam em festa. O FC Porto do mestre Pedroto acabara de vencer o Barreirense por 4-1 e conquistar o tão ambicionado bicampeonato. Gomes foi o melhor marcador dessa edição, ultrapassando Nené, do Benfica. Na ressaca desta aventura azul e branca, Pinto da Costa, na altura chefe do departamento de futebol do FC Porto, deixou o agradecimento a várias personalidades e ao jornal A BOLA que (cito) «sem nunca nos fazer favores, nos tratou num plano de igualdade em relação aos grandes de Lisboa.»

Tenho um certo fascínio pelos anos 70. Nasci em 1972, fora de Portugal, onde cheguei apenas em 1980. O meu primeiro contacto com o FC Porto, ainda criança, foi por ocasião do Verão Quente, isto porque os jogadores que se revoltaram contra o afastamento de Pedroto e Pinto da Costa foram treinar clandestinamente para Santa Cruz do Bispo. Foi uma romaria e foi lá que vi pela primeira vez o Oliveira e o saudoso professor bitaites, Hernâni Gonçalves, a dar um treino físico - uma autêntica tareia. Os tempos mudam, as vontades mudam, as pessoas mudam, o que não muda é a nossa recordação de criança. 

Já agora, acho tanta piada ao correr do tempo que nessa página havia um anúncio que hoje nos fará sorrir. A crise de programadores, numa era em que o computador começava a ser um instrumento de trabalho (embora em 1980 não me recorde que fosse bem assim). 






terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Vardy a chegar ao King Power/Vardy at King Power Stadium

video
Vardy descontraído à chegada ao King Power Stadium. Bem vigiado, é certo, mas sem o aparato normal das grandes estrelas.Nos jogos em casa, os jogadores do Leicester vão de casa para o estádio em carro próprio. Não há aquele regime militar dos estágios. 

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

A história de Rui Pedro

No dia seguinte ao golo marcado por Rui Pedro ao SC Braga, que acabou com longo jejum de vitórias do FC Porto, A BOLA procurou domingo cedo pelas raízes da nova promessa do FC Porto e o que encontrou foi a história de como um miúdo humilde, oriundo de uma família de gente também humilde e trabalhadora, que vive o sonho de ver um talento a emergir. Mais histórias destas podem ser lidas no papel todos os dias no jornal - e nada substitui o papel para quem procura saber mais e não se contenta com «fast-news». 



quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Postais de Leicester














Arquivos do Leça, 1997

... Tempo de regressar, de esquecer a dor da perda, de pensar no presente e olhar o futuro com o optimismo possível. Um olhar pelo passado e aos primeiros passos em A BOLA também não faz mal. Estamos em 1997 e faço o Leça. 



sábado, 24 de setembro de 2016

Homenagem a um ser único



No FC Porto-Boavista assistiu-se a uma homenagem que ficará gravada a letras de ouro na história do jornalismo. Emotiva, justa e genuína homenagem ao Paulo Esteves, que partiu cedo de mais mas deixou-nos um legado que jamais será esquecido. Um homem em muitos milhões, acreditem, que fugia ao mediatismo, que se concentrava no seu trabalho, mas que nunca deixava de dar um conselho e ajudar os camaradas. Fica a saudade, atenuada pela certeza de que um dia estaremos juntos. E quando esse dia chegar, espero bem que tenhas uma boa piada para me receber, Paulo. Até já, amigalhaço.

PS: Amanhã parto para Leicester na companhia de boa gente. Vai custar, ainda assim. Muito. 

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Até já, Paulo




O melhor companheiro, amigo e camarada que podia ter. Dói que se farta Paulo, dói este vazio, este sentimento de perda, dói muito saber que nesta vida terrena não vamos escapar para uma jantarada depois do serviço terminado, que terei de esperar pela minha vez para voltar a pedir-te aquela foto especial. Eras mágico no teu ofício e, sabes, é uma raridade encontrar alguém que como tu, que combine profissionalismo extremo com uma sabedoria e bondade sem limites. A tua melhor foto é a que gravaste na nossa alma. 

Até já, amigo. 

PS: O Paulo deixou duas filhas e uma mulher fantásticas. Tinha tanto orgulho nelas. Falava com desvelo de pai e carinho de marido amado. Fiz um Mundial com ele, na Coreia, e viajamos juntos por meia Europa. Como todos os que amam este ofício, queimou os neurónios em noites e madrugadas intermináveis, cobriu centenas de jogos europeus, provavelmente milhares em Portugal, stressou e foi stressado, falhou aniversários e compromissos, apanhou sustos, tropeçou em dúvidas existenciais, enganou-se, brilhou, foi genial, errou. Desapareceu num acidente estúpido. Só para lembrar aos que insultam, ameaçam e batem nos jornalistas: sim, somos humanos. 


terça-feira, 20 de setembro de 2016

Dinamo Zagreb pensa em Lito Vidigal




Lito Vidigal faz parte de uma lista de três treinadores bem colocados para substituir Zlatko Kranjcar no comando do Dínamo Zagreb, garante o jornal Sportske Novosti. O crónico campeão croata, onde jogam os portugueses Paulo Machado e Gonçalo Santos, não começou bem o campeonato e está atualmente no terceiro lugar, atrás do líder Rijeka e do Osijek. Além do treinador do Arouca, os outros dois nomes em cima da mesa são os do italiano Gianni De Biasi, selecionador da Albânia desde 2011, e Ivaylo Petev, selecionador da Bulgária.

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Um Estádio que parece um Lego



Um dos estádios mais curiosos que conheço. O Estádio Kleber José de Andrade, mais conhecido por Klébão, propriedade do governo do Estado de Espírito Santo, no Brasil, é um belo mosaico composto por duas bancadas centrais a uma cobertura que nos faz lembrar um OVNI. Visto de longe parece enorme, mas tem capacidade para apenas 21 mil pessoas. 

No primeiro projeto destinado a reconstruir o velho Klebão o governo previa um recinto ara 22 mil pessoas sentadas, com possibilidade de ser ampliado para 41 mil almas. Ficou assim. Tem uma pista de atletismo e cinco campo de treinos, e aproveitamento da luz solar para criar energia. Durante o Mundial de 2014, foi palco de treinos da seleção dos Camarões e é onde joga o Rio Branco.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Era a «silly Season»




Edição de A BOLA de 26 de maio

COMUNICADO DO FC PORTO
O jornal “A Bola” decidiu uma vez mais intrometer-se nos assuntos do FC Porto. Na edição de hoje faz manchete com uma notícia que não tem uma única fonte, mas em que se estabelecem vários cenários de alegadas divisões na administração da FC Porto, Futebol SAD, o que de todo não corresponde à verdade. 

Como sempre aconteceu, no seio da administração convivem ideias diferentes, conceções diferentes, caminhos diferentes e da discussão sempre saiu um percurso comum, que todos trilham em defesa dos interesses do FC Porto. É assim desde 1997, quando esta sociedade foi constituída.Desta vez não é diferente e do salutar confronto de ideias sairá uma política que por todos será executada sem quaisquer dúvidas ou constrangimentos. 

Mais uma vez somos obrigados a relembrar que o senhor Alexandre Pinto da Costa não faz parte dos quadros dirigentes do FC Porto, pelo que nada tem a ver com estas matérias.O jornal “A Bola” procura desestabilizar o FC Porto, mas este género de notícia mais não é do que a abertura da “silly season”. 

Jorge Nuno Pinto da Costa 
Presidente do Conselho de Administração 

Adelino Caldeira 
Administrador 

Reinaldo Teles 
Administrador 

Fernando Gomes 
Administrador 

Antero Henrique 
Administrador

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Boly: de 30 julho a 1 de agosto



30 julho: A BOLA avança em primeira-mão com a notícia das negociações entre SC Braga e FC Porto para a transferência de Boly. Podia ser simples? Podia, se não houvesse uma terceira entidade: o agente do jogador, detentor de 30 por cento do passe. Por vezes quem nos lê não entende esses «detalhes» que frequentemente se tornam vitais para fechar ou abortar um negócio. No caso, adiou-o até ao dia do fecho do mercado, mas nesse intervalo o FC Porto procurou alternativas. Sem esquecer ou desistir completamente de Boly,



25 de agosto: A BOLA dá conta do cenário pensado para o eixo. Além da Mangala houve de facto a ideia de sacar Sakho por empréstimo ao Liverpool, mas mais importante foi recuperar os tópicos da notícia de Boly. Regresso à mesa de negociações do bracarense. Mangala tinha um problema incontornável: o City pedia muito pelo empréstimo e não queria comparticipar no ordenado. Era impossível ao FCP chegar lá; Sakho: o Liverpool até pagaria grande parte do salário, mas o jogador não estava para aí virado.  



31 de agosto: o FC Porto oficializa finalmente Boly. Contrato de cinco épocas, cláusula de 45 milhões de euros. Fim da novela. 





sábado, 27 de agosto de 2016

Há mel na Turquia


Seis jogadores do FC Porto vão jogar este ano na Liga turca. E até 31 de agosto podem ser mais... 

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Golpe militar «aterrou» no Besiktas

Mario Gómez, avançado do Besiktas, anunciou que não irá voltar ao campeão turco por causa da instabilidade provocada pelo golpe militar falhado destinado a derrubar Erdogan. O internacional alemão não encontrou nenhum atalho para fugir do Besiktas, porque os insurgentes estiveram, de facto, mais perto do clube do que se pensa.

Um helicoptero afeto ao movimento anti-Governo aterrou em pleno relvado no novíssimo Vodafone Arena, transportando vários militares que foram filmados pelo sistema interno de vídeo do estádio. O golpe, como se sabe, foi anulado pelo movimento popular que se formou nas ruas de Istambul e de Ancara, a capital. Já o relvado do Besiktas ficou num estado deplorável e está a ser alvo de intervenção urgente.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Mino Raiola - o 'novo' super-agente


Na edição desta quinta-feira o Corriere dello Sport faz manchete com Mino Raiola, que está prestes a colocar Pogba no Man. United por 120 milhões de euros. O médio francês é apenas um dos jogadores de topo deste super-agente com relação privilegiadas com o Man. United. Lukaku, Ibrahimovic, Nedved, Matuidi, Mkhitaryan, entre muitos outros, fazem parte da sua «carteira», avaliada em cerca de 300 milhões de euros. Fala sete línguas, incluindo o português, nasceu em Itália, vive no Mónaco, e tem dupla nacionalidade - italiana e holandesa. 

Aliás, foi para a Holanda com os pais quando tinha apenas um ano. Jogou até à idade júnior no HFC Haarlem, onde posteriormente desempenhou o cargo de diretor das camadas jovens e mais tarde de diretor desportivo. Conhecedor do terreno, lançou a rede a várias promessas holandeses, como Bergkamp et Wim Jonk, e a partir daí o seu espírito empreendedor levou-o a conduzir negócios milionários. 


Está na lista da Forbes como um dos agentes mais influentes do mundo.