segunda-feira, 23 de maio de 2016

Nunca mais serei Marafona



Foto: A BOLA (ver galeria)

Nos jogos de futebol com o meu filhote pequeno ele costuma perguntar-me quem sou no ataque e quem sou na baliza. Ele é quase sempre o Neuer (mais recentemente ganhou admiração pelo Joe Hart) e como referência de ataque, normalmente, ou é o Neymar Jr. ou Ibrahimovic. Respondo-lhe sempre o mesmo: na baliza sou o Marafona e no ataque o Hassan. Quando o Hassan está a pedir substituição sou aquele rapaz que só se escreve o nome com recurso a copy-past: Stojiljkovic (sim, fiz copy-past). Gosto de ver a cara de espanto dele e ouvir o seu comentário jocoso: «Vais frangar.»

Amanhã, quando ele acordar e vir as imagens no jogo da Taça de Portugal já sei o que vai acontecer: nunca mais serei o Marafona na baliza. Mas ai dele que não me deixe ser o Hassan!
Enviar um comentário