quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Debandada no Vianense.



Andres Madrid, treinador do Vianense, o seu adjunto João Mota e os futebolistas Anastasios Tsoumagkas, Valentin Gouelibo, Mohamed Coulibaly, Wilson Filipe e Erick Reinecke avançaram com a rescisão por justa causa. A decisão foi comunicada pela empresa que agencia os técnicos e os cinco jogadores, a GIC Career Managment.

«Compreendemos as dificuldades que as equipas de futebol atravessam na sua generalidade. Ajudamos financeiramente o Sport Clube Vianense, instituição esta que nos entregou uma confissão de divida, mas para apoiar a mesma, transformamos o valor em patrocínio com a nova direcção presidida pelo presidente Rui Pedro Silva.

«Mostramos toda a disponibilidade em continuar um projecto iniciado com a direcção do Sr. Ex. Presidente Jorge Gama o qual não foi aceite», acusou a empresa.

Em comunicado a GIC Career Managment afirma ter sido «com enorme tristeza» que teve de «tomar uma posição relativamente aos seres humanos agenciados por nós e rescindindo com justa causa os contratos que os ligam ao Sport Clube Vianense.»

Na série A do Campeonato de Portugal, o emblema de Viana do Castelo ocupa atualmente o nono lugar na tabela, com mais dois pontos que o último classificado, o Neves.
Enviar um comentário