sexta-feira, 9 de maio de 2014

Dabó opta pela Guiné-Bissau




Chamado por Paulo Torres para o duplo duelo, dia 18 e 30 de maio, com a República Centro-Africana, Tomás Dabó, internacional sub-20 por Portugal, decidiu aceitar o desafio de representar o seu País ao mais alto nível. É uma opção irrevogável (fecha mesmo Porta(s) e compreensível, tendo em contas as reduzidas hipóteses do lateral-direito chegar à seleção principal de Portugal. Aliás, a facilidade com que os guineense se naturalizam portugueses causou-me sempre perplexidade. Não pelo processo em si, perfeitamente aceitável tendo em conta as ligações históricas e afetivas com o país, mas porque invariavelmente a Guiné Bissau acaba por perder os seus melhores talentos. Mas ainda acredito em que a médio prazo será uma seleção de referência no continente africano. 
Enviar um comentário