segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Salto à portuguesa


O clube que em 2010/2011 chegou à Liga Europa tinha, de acordo com  muitas publicações europeias, a equipa mais brasileira do Velho Continente.Não deixava de ser verdade, mas julgo que terá sido uma forma algo rebuscada e injusta de definir o projeto desportivo do Braga. Passadas apenas duas temporadas, o emblema minhoto alterou a sua política de recrutamento e deu, com muitos portugueses no plantel e no onze, novo salto qualitativo. Com ou sem muitos portugueses, uma equipa vive, acima de tudo, da qualidade dos jogadores e da estabilidade da sua estrutura. E, neste aspeto, o Braga criou já um fosso considerável para o Sporting, aproximando-se rapidamente do Benfica e do FC Porto. Sendo que estes, como se sabe, não são tão adeptos do lema «O que é Nacional é bom». 
Enviar um comentário