sábado, 5 de maio de 2012

Yekini: morreu a lenda negra


Nunca esquecerei esta imagem. Primeiro golo da Nigéria numa fase final de um Campeonato do Mundo, no caso em 1994, frente à Bulgária. Autor: Yekini, que hoje se despediu da vida, deixando o Vitória de Setúbal e o futebol de luto. Tinha especial admiração por Yekini - era um personagem mítico, fazia do golo uma arte, era cirúrgico a definir os lances na área, jogava e celebrava com paixão. Em 2000, quando estive na Nigéria, rodeado por grandes estrelas dos Super Águias, dois nomes eram falados com reverência pelos adeptos nigerianos. Um era Yekini e o outro Peter Rufai, guarda-redes que também jogou em Portugal e com o qual tive o prazer de conviver em Lagos. 

Hoje, não seria possível a um clube da dimensão do Vitória sadino contratar um futebolista da craveira de Yekini. Melhor jogador africano em 1993, Bola de Prata em 1993/94 (21 golos), melhor marcardor da CAN em 1993 (9 golos), valeria milhões na atualidade. Sucessivas lesões nos ligamentos impediram-no que vingasse no Olympiacos. Morreu aos 48 anos. Cedo de mais. Deixo-vos aqui um site muito detalhado sobre a sua carreira, e, em especial, a sua passagem pelo Vitória Setúbal. 
Enviar um comentário