sexta-feira, 8 de julho de 2011

Líder

A entrevista de António Salvador à RTPN foi interessante não só pela revelação de alguns dados novos [Academia em marcha burocrática acelerada, Ukra com opção de compra, Nuno Gomes como actractivo para encher o estádio e marcar golos], mas especialmente para se perceber o que mudou nos últimos 8 anos no perfil do líder - hoje um líder muito mais confiante, com a exacta noção da obra feita, sem medo de assumir perante as câmaras o mérito de uma empreitada a todos os níveis formidável.

8 comentários:

Anónimo disse...

Ukra, opção de compra?, de quanto?

Ao Braga, no mínimo 8 milhões, que seria menos do que Salvador pediria ao FC Porto..

pascoal sousa disse...

Já se adivinhava. Um empréstimo de ano e meio não é coisa lá muito normal

The Blue Factory of Dreams disse...

há pouca coisa normal no futebol.

Mas convenhamos que não lembra ao diabo o FC Porto dar o Ukra com opção de compra ao Braga.

A menos que seja com preço alto, ele não disse preço?

Os portistas já nem podem ouvir falar de dar jogadores ao Braga...

Fraga disse...

Boas,

Sem dúvida que a opção de compra sobre o Ukra é uma boa noticia para o Braga, mas claro, depende dos valores que o Porto pede, mas se existe não deve ser nada que o Braga não consiga pagar. Primeiro ver o que rende, e depois sim, comprar ou não.

Não entendo por vezes as palavras de alguns portistas. Não sei onde o Porto tenha saído a perder com a saída de jogadores que não lhes interessa. Simplesmente vieram para um clube onde as suas carreiras poderam ser relançadas. A mesma coisa aconteceu ao contrário, o Porto levou jogadores de Braga que lhes interessava, simplesmente não tiveram a mesma visibilidade, porque o Porto tem um plantel rico, onde é mais dificil corresponder. Mas a culpa decerteza que não pode ser imputada ao Braga.

Alan e Renteria foram os únicos jogadores que se afirmaram vindos do Porto. Luis Aguiar não era ativo do Porto, e foi comprado ao Liverpool do Uruguai. Tivemos outros exemplos que não corresponderam, casos do Adriano, Jorginho e Hélder Barbosa. Na questão do Ukra, acredito nas suas potencialidades, mas só este ano é que podemos criar uma abordagem mais concreta em relação à utilidade em Braga.

Kieczek, Madrid e Orlando Sá, foram apostas do Porto, que não vingaram, mas que me lembre só mesmo o Orlando Sá tenha sido um custo relevante para o Porto, que ainda não foi bem explicado.

cmpts

Hugo disse...

O porto este ano deu tantos jogadores ao Braga que eu já nem tenho dedos nas mãos nem nos pés para os contar.

E agora façam um exercício: contem os que o porto deu ao Braga e os que deu aos outros clubes. Vejam qual tem sido a política nos últimos anos de libertar jogadores com mais um ano de contrato...

Rui Ribeiro disse...

Hugo , desculpa lá mas o teu racíocinio não está certo. Estás a querer comparar o Porto ao Braga? Onde raio é que isso tem comparação possível?! O Braga esforça-se para contratar bons jogadores e ainda os vai andar a oferecer ao Porto? O Porto empresta jogadores porque são excedentários! Olha que tenho a certeza que muitos deles não se importavam de ficar no Porto a fazer nenhum e a ganhar o deles.
O Porto , tal como todos os clubes , comete erros de casting e tem contratações muito más, daí...emprestar os jogadores seja a quem for, por diversos motivos.

Hugo Pena disse...

A Academia é na minha opinião um passo decisivo de afirmação e garantias de futuro do Braga.

Hugo disse...

Rui Ribeiro, deves ter confundido qualquer coisa. O teu comentário não responde em nada àquilo que eu disse...