sábado, 23 de julho de 2011

Estágio de Melgaço - último dia

Fim de estágio. Foi levezinho e passou rápido com três jogos pelo meio. Considero o de hoje, frente ao Desportivo das Aves, o mais conseguido do Braga do ponto de vista colectivo. Vitória fácil por 2-0, com Pizzi, sempre Pizzi, em grande, e Douglas a falhar duas ocasiões soberanas na primeira parte. Pizzi vai continuar a dar que falar porque a jóia do Braga ainda é fortemente cobiçada. Jardim disse que a sua eventual saída seria penalizante desportivamente, mas aceita qualquer decisão da SAD. Pizzi já mostrou que reúne todas as condições para ser titular. O único problema é que concorre para três lugares diferentes, ocupados por Mossoró (posição 10), Lima (extremo esquerdo) e Alan (extremo direito). Pesos-pesados da equipa, no entanto o miúdo tem mesmo uma aura especial e se não se distrair poderá vir a ser um dos grandes jogadores portugueses desde século.

Braga despediu-se de Melgaço e Nuno Valente, Marco Ramos e Peña estão prestes a despedir-se do plantel. Não entram nas contas de Jardim e nem sequer jogaram nos três particulares integrados no estágio. Palmeira também vai sair, mas neste caso o treinador lançou-o nos últimos 5 minutos do jogo com o Aves, como prémio pela sua dedicação. Palmeira é um rapaz humilde e trabalhador, um central com capacidade para um dia singrar. Justifica no mínimo uma Liga de Honra e uma equipa que lute para subir. Questiono-me se não continuará no satélite Vizela, para ser chamado numa emergência por Jardim. Não sei, estou a especular. Palmeira merece mais porque tem valor.
Enviar um comentário