segunda-feira, 18 de julho de 2011

Estágio de Melgaço - dia 2



Para os jornalistas - pelo menos parte deles - destacados para o estágio de Melgaço, a noite terminou com um jogo de matraquilhos. Técnica apurada, lances vistosos no meio-campo, alguns golos espectaculares e o público (um bêbado encostado a um canto e dois adolescente numa luta inglória contra a acne) em êxtase com tamanha manifestação de classe. Ok, esta última parte pode ter saído da minha imaginação, mas os golos não e o bêbado seguramente que estava lá. Marcámos para aí uns 30 golos, os mesmos que o Lima se propõe celebrar esta temporada, a jogar a extremo-esquerdo.

Mais longe da baliza, mas com a mesma determinação de sempre, Lima elevou a fasquia. 30 golos é muita coisa, amigo! Na época passada marcou 14 em todas as competições a jogar na posição 9. A inspiração traiu-o na segunda parte da época, se assim não fosse já não moraria em Braga. Lima foi diferente num primeiro dia igual a tantos outros: 29 jogadores alinhados no relvado, Ukra num registo de treino condicionado, as mesmas dúvidas e incertezas a desfilar no palco de Melgaço. Voz amiga diz-me que durante a concentração não haverá novidades quanto a entradas; só em relação a saídas. Não quero acreditar. Não acredito. Não é verdade.
Enviar um comentário