sábado, 2 de abril de 2011

Calcanhar



Simão Myspace Video
Este golo de Meyong é qualquer coisa de fantástico. É isto que faz do futebol um jogo apaixonante e único. De repente, surge o desequilíbrio, sai o cruzamento e aparece um calcanhar a definir o lance. É um golo raro em beleza e eficácia.

PS: Vi agora o resumo mais alargado do jogo. Impressão minha ou o Domingos saiu emocionado para os balneários? Um dia, mais tarde, talvez partilhe com vocês uma frase que ouvi dele sobre o público bracarense. Não foi coisa de político, de querer ser diplomático ou cair nas boas graças, até porque foi dito sem gente à volta, à saída para o parque dos jogadores e técnicos do Estádio Axa. Foi algo sentido, de veio do fundo do coração. Se calhar, quando hoje olha para as bancadas, Domingos percebe que o adeus será mais doloroso que nunca.

4 comentários:

Anónimo disse...

Não é só o golo que é genial, o próprio passe do Custódio para o Alan é brilhante. Foi uma jogada bonita, no seu todo.

P.S: E que partilhe depois então, esse "segredo".

pascoal sousa disse...

O Custódio está um «senhor» jogador. Quem diria? O Alan, então, faz uma recta final de temporada excepcional, de grande gabarito.É um grande, grande profissional.

PS: Não é segredo, só acho que fica melhor dizê-lo no fim :P

Cidchen disse...

Eu acho que o próprio Meyong nem deve saber muito bem como é que fez aquilo. :D

Foi um excelente golo de calcanhar. Que teve ainda mais sabor por nos ter dado os três pontos que nos meteram no terceiro lugar (espero que o nosso eterno rival nos ajude a ficar por mais umas horas, dias...).

Quanto ao Domingos, no fim, também quero saber o que ele disse sobre nós, mas imagino o que seja. Ele sabe que é acarinhado por todos nós bracarenses, que tem adeptos que cantam, gritam músicas com o nome dele durante as partidas do Braga, tem totalmente o nosso apoio. E ele, como uma pessoa humilde e com honra, sabe valorizar.

Anónimo disse...

Os adeptos do Braga têm correspondido com muita alma e devoção ao crescimento do clube.

Têm sido incansáveis no apoio ao clube e na resposta aos bons resultados que o Salvador trouxe.

Seja com o Domingos, fosse com o Jesus, onde quer que o Braga vá jogar, há festa nas bancadas.

A comunicação social continua a dar sopa aos que moram para lá do picoto, e continuamanete dizem que o seu amor ao clube e à cidade é único.

Mas quem segue o Braga sabe bem a massa adepta que o Braga tem e a quantidade de gente que vive intensamente o clube e a cidade Capital do Minho. Somos fervorosos apaixonados. Em Sevilha, em Milão, em Leiria, na Figueira ou até na Madeira o ano passado, fizémos deslocações históricas. O Braga é sempre mimado com uma falange de apoio incansável!! Estes adeptos levaram a equipa às costas muitas vezes!

Os Gverreiros do Minho acarinharam o Domingos como acarinharam o Jesus e vão, com toda a certeza acarinhar quem vier, desde que cumpra uma premissa que todos os anos fazemos questão de mostrar aos jogadores na primeira jornada:

Não exigimos que ganhem sempre, mas que joguem sempre para ganhar.

Quando tu entras em campo
de vermelho e branco
o estádio vais ver
sente, o nosso amor
e todo este sector
por ti vai cantar!
força, mágico Braga
dá um gosto à tua gente
em ver-te la na frente...