quarta-feira, 30 de março de 2011

Ruben, estrela inconformada




Estreia mágica de Ruben Micael na Selecção Nacional. Dois golos à Finlândia, vitória fácil mas magra das Quinas, numa noite em que o madeirense foi mesmo a estrela que mais brilhou no palco de Aveiro. Descobre-se nas suas palavras o inconformismo pela condição de suplente (de luxo) do FC Porto. «Paulo Bento falou comigo e nunca mais vou esquecer as suas palavras. Quando um treinador confia em nós e nos dá oportunidades, quando um grupo ajuda, tudo se torna mais fácil. O mister disse-me que havia quatro requisitos para representar a Selecção. Eu cumpro dois deles, e os outros dois, não.» O madeirense é assim, fala com o coração, mas não há que levar este discurso para além dos limites daquilo que é normal num jogador ambicioso, que sabe ter talento. Mal seria se Ruben, um dos poucos 10 lusos com carimbo de qualidade, não estivesse inconformado. O que é muito diferente de estar revoltado.
Enviar um comentário