quarta-feira, 30 de março de 2011

Ruben, estrela inconformada




Estreia mágica de Ruben Micael na Selecção Nacional. Dois golos à Finlândia, vitória fácil mas magra das Quinas, numa noite em que o madeirense foi mesmo a estrela que mais brilhou no palco de Aveiro. Descobre-se nas suas palavras o inconformismo pela condição de suplente (de luxo) do FC Porto. «Paulo Bento falou comigo e nunca mais vou esquecer as suas palavras. Quando um treinador confia em nós e nos dá oportunidades, quando um grupo ajuda, tudo se torna mais fácil. O mister disse-me que havia quatro requisitos para representar a Selecção. Eu cumpro dois deles, e os outros dois, não.» O madeirense é assim, fala com o coração, mas não há que levar este discurso para além dos limites daquilo que é normal num jogador ambicioso, que sabe ter talento. Mal seria se Ruben, um dos poucos 10 lusos com carimbo de qualidade, não estivesse inconformado. O que é muito diferente de estar revoltado.

28 comentários:

The Blue Factory of Dreams disse...

Não gosto da sua postura durante toda esta temporada.

Não gosto eu nem grande parte dos Portistas.

Não é por acaso que para grande parte Rúben é mesmo a maior desilusão da época, como podem ver numa sondagem de há pouco tempo no meu blogue, culpa também das expectativas criadas na temporada passada.

Rúben chegou e conquistou espaço, criou empatia com os adeptos, mostrou potencial e valor.

Esperava-se um grande Rúben esta temporada!

Se não fosse aparecer ou ressurgir um grande Belluschi bem que estávamos lixados com F grande.


Rúben já fez cerca de 30 jogos pelo Porto esta época, imensamente mais daquilo que fez por merecer, não joga ponta de um caracol e ninguém entende porquÊ.


Depois desde o início da época,sempre que vê um microfone, dá uma de revoltado.

Eu devia ser titular, bla bla bla, deve ser uma grande coincidência a transfiguração do Rúben com o facto de entretanto ter assinado pelo Mendes.

É que quando jogava e deliciava, ninguém o chamou à Selecção, agora não joga ponta de um caracol nem titular é...e está na Selecção.

O poder do Mendes não falha.


Parabéns ao Rúben pelos 2 golos. Que sirvam para que saia do FC porto rapidamente sem grande prejuízo para o clube.


Pode ter muito potencial e talento, mas estas posturas são para 2ªcircular ver, se isto não é obra sua...que se livre de vez das más influências e trabalhe se quer um lugar na equipa.

Porque é com trabalho que se chega lá, não é com prepotência, mas sim muita humildade.

http://thebluefactoryofdreams.blogspot.com

pascoal sousa disse...

Imaginava que as palavras do Ruben criassem um efeito, digamos, pouco positivo nas hostes azuis. A sua análise é correcta e a opção de Villas Boas em Belluschi inatacável, o argentino apresenta uma dinâmica de jogo e um empreendedorismo muito acima da média. Se calhar também é mérito de Ruben, que surge como sombra teimosa do titular - e sabemos como é importante o estímulo da concorrência em lugares-chave do meio-campo. O Porto tem o mérito de possuir no seu grupo atletas de grande nível e um banco muito superior ao da época passada. Quanto ao resto, digo o seguinte: no passado, Ruben prometeu muito mas acho que se foi abaixo mentalmente por não ser titular. Obviamente que a culpa não é de mais ninguém senão dele. Mas acho também que Rúben faz e sempre fez a defesa do clube. Está desiludido. É natural. Mas terá de pôr na cabeça que no Porto não pode ser o que foi no Nacional, onde era basicamente ele e mais dez. Abraço

PS: pus o seu blogue nos favoritos. Vai uma troca?

Pedro Ribeiro disse...

Sempre pensei que o Rúben teria dificuldades de adaptação ao 4-3-3 do Porto. É preciso não esquecer que ele brilhou no vértice ofensivo do losango do meio-campo do Nacional, em que estava praticamente liberto de quaisquer obrigações defensivas e em que lhe era permitido jogar muito próximo dos avançados. Num 4-3-3, tem de ter um raio de acção mais largo e preocupação com os vários momentos de jogo. Como se trata de um jogador que não joga com uma intensidade muito elevada, tem dificuldades. Penso que é por isso que não se tem visto o brilhantismo dos tempos do Nacional.

Miguel Angelo disse...

Eu acho o Ruben um grande jogador mas, como portista, esta-me a desiludir um pouco, tanto pelas suas palavras, como atitudes.

Por mim e como deve ter mercado lá fora, era vendê-lo e meter la o Gustavo Colman, do Tranzbonspor.

Descobri o seu blog á pouco e gostei bastante, pelo que o visitarei regularmente e tentarei comentar assim que possivel.

Vai uma troca? Adicione o meu blog na sua barra lateral que eu também vou adicionar o seu á minha lista de blogs interessantes.

imperiofutebolistico.blogspot.com

Abraços

The Blue Factory of Dreams disse...

Caro BigSousa, já está o seu link colocado no meu blogue!

Quanto ao Rúben esperaremos para ver o que sucede no fim da época, mas acho que acabará por sair, penso que tudo aponta nesse sentido. Espero é que sem grande prejuízo para o clube.

Por culpa dele e pelo facto de ter ido para a equipa do Mendes e o quanto isso parece ter afectado tudo o resto.

Abraço

pascoal sousa disse...

Olá Miguel: claro que aceito troca de links. Vamos a isso. Abraço

clipsdevidro disse...

Sigo com atenção e interesse este blog já faz muito tempo. Mediante as últimas noticias gostaria que, se fosse possível, comenta-se o facto de Salvador ter proposto a renovação a Domingos. É que não me parece que Salvador fizesse uma proposta sabendo que Domingos já estava compremetido com o Sporting. Tal como não me parece que fizesse a mesma proposta, tendo já contratado Leonardo Jardim.

Obrigado.

pascoal sousa disse...

Olá, A.M. Isto foi um dia de loucos, não é? A notícia da proposta de renovação caiu por volta das 18.10 horas, depois foi metê-la online na Bola e desenvolvê-la para a edição de amanhã. Compreende que não vou poder alongar-me muito na resposta. Tenho um feeling sobre o desfecho disto... Adiante. Você pergunta: "Não me parece que Salvador fizesse uma proposta sabendo que Domingos já estava compremetido com o Sporting." Evidentemente que o Salvador está farto de saber que o Domingos tem um compromisso assumido para a próxima época com o candidato(vencedor) Godinho Lopes. Chega tarde? Chega a tempo? Saberemos nos próximos tempos, duvido que seja já amanhã. Naturalmente que em função dos sinais que (não)recebeu, Domingos terá concluido que o seu ciclo em Braga estava no fim. No lugar dele chegaria à mesma conclusão. Sobre Leonardo Jardim falaremos mais tarde... Abraço

pedro gastao disse...

Olá. Li este texto há pouco e acho que isto está correcto, tb é a minha leitura das coisas, com pena minha, porque queria que o domingos ficasse. Mas assim

http://telexbb.blogspot.com/2011/03/telex-para-braga.html

pascoal sousa disse...

Olá, Pedro Gastão. É um texto interessante de um jornalista sempre muito bem informado. Um grande camarada. Abraço.

clipsdevidro disse...

Não sei se chega a tempo, sei que chega na hora que desde sempre definiu e afirmou. Agora, eu também sei que é certo que Domingos tem um acordo ou pré-acordo com Godinho. Godinho sem nunca confirmar, deixou sempre propositadamente no ar que o treinador de quem falava era Domingos. Agora Domingos é que não foi coerente com o discurso que teve, lembro.me bem do " se o Braga me propuser a renovação, renovo na hora" por isso só tinha de esperar até à última. Até porque sempre acompanhei o histórico desta "novela" e a frase do "ainda é cedo para se falar em renovações" partiu da boca do próprio Domingos. Vamos ver no que isto vai dar. Uma certeza tenho, neste momento a posição de treinador no Braga é apenas um elo de uma corrente forte, por isso se sair outro entrará e o Braga vai continuar a crescer. Como continuou quando saiu Jesualdo e Jesus. Mas no mesmo já não acredito no Sporting, se tiver essa opção Domingos só se vai queimar, vai ser mais um para enterrar.

Pedro Ribeiro disse...

Qualquer pessoa com dois dedos de testa faz o raciocínio que Pedro Azevedo fez no seu blogue. Só espero que esta atitude de Salvador não venha a criar um clima difícil entre treinador e adeptos e prejudique o nosso final de época...

The Blue Factory of Dreams disse...

Achei o artigo do telex-BB de uma tremenda falta de nível e qualidade.

O autor quis desancar no António Salvador e fê-lo de início ao fim. Sem mais que contar pelo meio.
Ficou sem algum bilhete um dia destes?
Parece azedume puro.

Alguma coisa, que não se sabe cá fora, terá acontecido entre Braga/Domingos a dada altura.

Parece-me claro.

Mas todos têm de opinar e preferencialmente, dizer mal de alguém, tomar partido.
Welcome to Portugal.

Eu não sei o que se passou, nem quem tem mais ou menos culpas, sei que tanto Salvador como Domingos têm feito um excelente trabalho. Cada um na sua posição.

Sei que o Braga já viu partir Jesualdo, Jesus, Jorge Costa e tantos outros e nunca abanou nem andou para trás. Muito pelo contrário.

Sei que o Domingos pode ter mil acordos verbais, mas assinado, ouvi ontem que legalmente não pode ter nada até ao momento.

Não lhe ficaria nada bem também "vender-se" a um rival pela classificação no final do campeonato. Mas é com ele.

Ir para o Sporting parece-me masoquismo e um tiro na carreira, para alguém que poderia ficar em Braga ou ir para o estrangeiro, por portas que com mérito abriu!!!

Parece-me que o Braga não tem muito a perder, pois Salvador lá continua e o seu projecto também.

Já o Domingos poderá deitar tudo a perder, talvez excepto a conta bancária, mas numa visão muito a curto prazo...

Pode matar a carreira com esta suposta "decisão".

Aguardemos...

Hugo disse...

"...e nunca desmentiu o noticiado acordo com Leonardo Jardim."

"Caso Domingos saia, o sucessor chama-se Leonardo Jardim? Há ou não acordo?
Não. É uma pura brincadeira. Não tenho nada a ver com Leonardo Jardim."

Pode até isto tudo vir a acontecer, mas de bem informado, parece ter pouco! Pelo menos que não minta às pessoas (em relação ao que aqui destaco)...

pascoal sousa disse...

Acho que o ponto de ruptura se deu em Janeiro. Por dois motivos: o primeiro, Leonardo Jardim; o outro, para mim mais importante e decisivo, prendeu-se com a contratação de 4 jogadores para a próxima época, sem que Domingos tenha sido ouvido ou consultado nesta matéria. Se a estes juntarmos o Marco Ramos, que também não tinha nada a ver com aquilo que o treinador pretendia, temos o «filme» de 2011/12 montado-Domingos percebeu, como toda a gente percebeu, que não iria renovar. Esperar até à última, porquê? No final da época está livre de compromissos e de palavras e intenções está o inferno cheio, portanto fez aquilo que qualquer profissional na sua posição faria - ouviu propostas para 11/12 e tomou a sua decisão.

Pedro Ribeiro disse...

Oh Hugo, quanto tempo foi necessário para Salvador vir a público desmentir Leonardo Jardim!? Entretanto, deixou que se instalasse essa ideia (reforçada pela demissão do treinador do comando técnico do Beira-mar), deixando Domingos completamente desamparado - e relembro, algumas das "peças noticiosas" que se referiam à hipóteses Jardim eram verdadeiramente humilhantes para o próprio clube (com insinuações ou mais do que isso de subordinação aos interesses do Porto). A entrevista a O JOGO foi importante mas falhou (claramente) no "timing".

Aliás, o que em todo este processo mais me surpreendeu foi a capacidade que a equipa ainda teve de ressuscitar desportivamente, no meio deste clima!

De resto, concordo com o Bigsousa: as decisões relativamente a entradas e saídas do plantel no mercado de Inverno, marcam o assumir do afastamento entre a SAD e Domingos. Eu próprio já o tinha discutido em várias caixas de comentário aqui com o autor do blogue.

Não vejo como será possível Domingos não sair chamuscado desta situação: ou falta à palavra dada (não acredito que não haja pelo menos um compromisso verbal, de outra forma não faria sentido a gestão do discurso por parte de Domingos)ou vai ficar com o odioso da decisão, eventualmente toldando o ambiente com uma boa parte dos adeptos e eventualmente criando dificuldades acrescidas a uma boa ponta final de temporada.

BS disse...

Tomou a sua decisão, parece-me claro é que para o ano estará ele em pior situação do que o Salvador/Braga..., mas e a minha análise.

Costa disse...

Subscrevo tudo o que o "The Blue Factory of Dreams" disse acerca do texto do Pedro Azevedo...

Em relação a Domingos e o seu futuro paradeiro, começa a criar-se uma neblina tal, que mais parece a Choupana em dia de jogo. Se calhar, vamos todos apanhar uma surpresa no final.

Não acuso, não sou minimamente capaz de apontar a ponta de um dedo a Domingos por ter acordo verbal com quem quer que seja para a próxima época. Está em fim de contrato (se quis a dada altura, renovar, não sei, mas, ele disse-o), e, como tal, livre de assumir o compromisso que bem entenda. E, como podemos ver, não está a "forçar" nem tomar posições... como também não está a ser um mau profissional, como determinado "artista" o fez e foi, há dois anos atrás, cá em Braga.

A ver vamos. Com este ou com outro, o Braga não cairá.

pascoal sousa disse...

Não creio que o Domingos saia chamuscado desta «novela». Sai por cima - enquanto profissional, como treinador, pelos resultados, pela forma de estar no clube e no futebol. Já tinha discuito isto com o Pedro: a renovar era na altura má, em Janeiro.

Pedro Ribeiro disse...

Quando disse chamuscado, referia-me à relação com (pelo menos uma franja de) os adeptos do Braga. Se calhar não é muito importante para o seu futuro noutras paragens mas ainda é importante para a tranquilidade com que a equipa encarará este final de época...

Haverá naturalmente quem consiga compreender a decisão de Domingos em função da actuação de António Salvador mas estou em crer que a maioria dos adeptos (ou uma boa parte deles) recriminará o treinador por não aceitar esta proposta fora de horas e por nos trocar por aquele que é, no momento, o nosso mais directo concorrente.

pascoal sousa disse...

Pedro: o «índio» puro e duro recriminará Domingos; o adepto com dois dedos de testa, que felizmente ainda é a maioria, compreenderá o que está realmente em causa. Pergunto-me qual será a reacção dos adeptos quando o folclore passar e o Leonardo Jardim entrar triunfante pela porta do Axa. Pura brincadeira, lembra-se?

Costa disse...

O mais preocupante, para mim, relativamente a isto tudo, é a forma como a maior parte dos adeptos do Braga, pelo menos pelo feedback que vou tendo, está CONTRA a vinda de Leonardo Jardim (se esta se confirmar).

Parece-me que a maior parte fala sem conhecimento de causa, comparando-o até com Rogério Gonçalves e etc...

Confesso que só este ano vi alguma coisa deste homem, mas, do pouco que vi, gostei do rigor, organização e espírito de equipa que conseguiu impor num Beira-Mar de 5 à corôa. Criatividade, imprevisibilidade e jogo bonito não se podia exigir,mas conseguiu tirar partido das melhores características de cada um, em prol de um colectivo. Gosto disso.

Tudo isto, para dizer que, se for mesmo esse o treinador do Braga na próxima época, tenho receio do clima de desconfiança que alguns adeptos poderão criar à volta do homem do leme...
SE FOR este o treinador...

Hugo disse...

Pedro, não discuto timings. Ninguém pode neste momento dizer "Salvador não desmentiu Jardim". É mentira.

Tarde ou cedo...fê-lo! Agora se foi o Salvador e mentir na entrevista...isso já são contas doutro rosário.

Quanto ao resto, concordo com quase tudo, inclusivé com a intenção de Salvador por detrás desta proposta de renovação!

clipsdevidro disse...

1º Prova-se facilmente que não é verdade o “mau estar” desde Janeiro à conta das saídas e entradas, pois foi dito pelo próprio Domingos em conferência de imprensa que essas questões estavam a ser tratadas por ele, Couto e Salvador em perfeita sintonia

2º toda a gente sabe que, pelo menos, Káká e Ukra foram contratados por vontade de Domingos. Que até os elogiou, em conferência de imprensa, aquando das suas apresentações. Os outros dois, não sei. Embora saiba que, por exemplo, o Vinicius já estava na contratado pelo Braga muito antes de Janeiro. E também sei que nem sempre os desejos dos treinadores são possíveis de concretizar.

3º Prova-se facilmente, pois também foi dito em conferência de imprensa a 02/02/2011 pelo próprio Domingos, “ se o Braga me apresentar uma proposta de renovação, assino na hora”. Quem diz isto à data que disse, não pode estar de costas voltadas para o Presidente desde Janeiro.

4º Quem manda no Braga é Salvador, por isso escolhe os timings que quiser. É lógico que se é cedo ou tarde saber-se-á pela resposta de Domingos que, também é livre de escolher o que acha melhor para a sua carreira. Mas quem em 02/02/2011 diz o que disse, não pode argumentar que esperou muito tempo. Afinal só passaram 57 dias… e que, se nestes 57 dias deu a palavra a um candidato a Presidente, não vai ficar muito bem na fotografia.

5º Gostava que Domingos renovasse, porque o acho bom treinador e a realizar um trabalho fantástico, mas também não perco o sono, ou faço drama se ele sair. O Braga continuará a crescer, sem dúvida alguma. Já Domingos, receio que ao se transferir para o Sporting, não estará a dar nenhum passo em frente, mesmo a nível financeiro, pois 50.000 por mês não é nenhum contrato fabuloso…nem tem diferença astronómica à da que Salvador lhe ofereceu.

pascoal sousa disse...

A.M. leia bem o que escrevi. 4 contratações para a PRÓXIMA ÉPOCA sem o aval dele: Zé Luís, Galo, Douglas, Djamal. O marco ramos é outra história, não foi escolha dele mas foi-lhe dado conhecimento - quando a contrataao era irreversível. Quatro Jogadores sem dar cavaco ao treinador é muita coisa e é um sinal inequívoco de quer não há interesse em conservá-lo em 2011/12. Abraço

pascoal sousa disse...

Sim, AM, ele disse isso em Fevereiro, 2 ou 3. E sabe o que obteve? Silêncio. Nem um sinal de que pudesse renovar. É fácil falar e dizer que 57 não é nada. 57 dias podem ser uma eternidade.

Anónimo disse...

Por acaso foi a 04 de fevereiro que ele disse isso. Ou, para sermos precisos, respondeu "É evidente" quando lhe perguntaram se renovaria se, naquela altura, o Salvador lhe apresentasse uma proposta.

Mas disse mais: "“Como treinador vivi os melhores momentos da minha carreira neste clube. A minha continuidade vai depender do presidente, dos sócios. Da minha parte vai haver sempre honestidade, se acharem que não é este o caminho, a profissão de treinador é mesmo assim”.

Mas, e como dizes bem, BigSousa, a resposta que teve foi o silêncio por demasiado tempo e como também o Domingos disse ontem, "muda muita coisa no futebol" em dois meses, pelo que ele tem, obviamente, toda a legitimidade para optar pelo que entender ser o melhor para a sua carreira.

Com um ciclo histórico de sucesso em Braga, e que dificilmente outro treinador repetirá, o Sporting, apesar de todas as suas vicissitudes e dificuldades em que está mergulhado, representa outro tipo de desafio: o de uma candidatura clara e assumida ao título, desde o início, coisa que em Braga nunca acontecerá.

Claro que também é um risco, mas como homem/treinador ambicioso que é, acho que isso o motiva ainda mais.

Abraço,
GS

pascoal sousa disse...

É verdade Gui, foi dia 4 de Fevereiro e até foi essa data que escrevi a peça sobre o «não» que ele vai dar à 'proposta' do Salvador. Proposta entre comas porque treinador para 2011/12 o Braga já tem e toda sabe quem é. Abraço