terça-feira, 22 de março de 2011

Homicídio na forma tentada (Act.)



O apedrejamento de que foi alvo a comitiva do Benfica na A41, no regresso de Paços de Ferreira, é uma tentativa de homicídio. Um acto bárbaro, que justifica a condenação de todos os adeptos que amam o futebol, e que serve, uma vez mais, de alerta para as autoridades actuarem enquanto é tempo. Espanta este tipo de ataque cobarde a uma equipa de futebol? Num País civilizado, devia causar espanto. Sucede que o silêncio cúmplice de alguns dirigentes em relação ao comportamento violento dos adeptos nos estádios - à porta e lá dentro - alimenta e até estimula este tipo de ataques. Outras vezes, fala-se demais antes dos jogos críticos e atiram-se disparates em público que fazem crescer a fogueira.

Poderá a Liga de clubes intervir? Não acredito. O mais certo é que aproveite a onda para fechar contrato de publicidade com o campo de Golfe da Belavista ou sugira para próximo sponsor do Campeonato as Pedreiras Bezerras Lda. Tem tudo a ver. Por que não explorar este maná?

PS:Atitude lúcida e sensata do FC Porto e do Benfica, através de comunicados. As coisas podem mudar para muito melhor com gestos desta natureza. Estiveram bem os dois rivais.
Enviar um comentário