quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Cuidado com Jesus

Surpreendeu-me a titularidade de Maicon no FC Porto. Julgava que ia jogar Otamendi ao lado de Rolando - se calhar o argentino terá algum problema físico. Não digo isso por causa do jogo francamente mau do brasileiro frente ao Benfica - falar depois é fácil - mas porque pensava que a forma como Maicon «abordou» o movimento de Hugo Vieira no segundo golo do Gil Vicente, na Taça da Liga, o condenaria ao banco. Muita gente responsabilizou Emídio Rafael nessa jogada de puro génio do galito, e é verdade que o lateral-esquerdo teve a sua quota-parte de culpa. Mas quando vi Maicon virar meio corpo à bola rematada pelo adversário fiquei realmente perplexo - é coisa que um central solidário com a causa nunca deve fazer.

O resto, explica-se facilmente: o Benfica está muito bem e forte, e o FC Porto, pelo contrário, tem definhado com o tempo. Muitas unidades do meio-campo estão cansadas e sem ideias e se os resultados não têm sido grandemente afectados isso deve-se à influência de Hulk. Hoje, nem o Incrível se superiorizou a um Benfica que reclamou no Dragão a honra que deixara perdida naquele mesmo relvado, nos 5-0 do Campeonato. Villas Boas diz que na Liga a vantagem do FC Porto é confortável. É. Mas, como diz o outro, cuidado com o excesso de confiança. E cuidado com Jesus.
Enviar um comentário