domingo, 13 de fevereiro de 2011

Avenida central

Um sensacional Benfica na noite em que o FC Porto deu novo sinal de maturidade e força mental ao vencer em Braga. Dois centrais na história de cada jogo: Sidnei, que abriu o festim na Luz, arrancou no início da segunda parte um magnífico passe longo que a arte de Aimar transformou num golo monumental. Foi o melhor Benfica da época, o Benfica «da época passada», reerguido tardiamente. Mas reerguido. Acho que os 79 por cento de posse de bola do Benfica na primeira parte dizem tudo. O Vitória foi simplesmente cilindrado. O outro central, está fácil de ver, é Otamendi, que assinou um bis na Pedreira. É um grande jogador. No primeiro ano de futebol português vai em cinco golos marcados (Liga e UEFA) e se ainda não é indiscutível neste FC Porto de Villas Boas, vai passar a sê-lo. Os dragões passaram um teste decisivo. Não são campeões. Mas já ninguém os segura.
Enviar um comentário