quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

O carrão também vai, Matheus?



Confirmada que está a mudança de Matheus para o Dnipro, da Ucrânia, a pergunta que se impõe é a seguinte: o que é que ele vai fazer ao magnífico Dodge que concentrava todos os olhares no Estádio Axa e fora dele. O maquinão tem só dois lugares, mas é realmente um bombardeiro desportivo cativante e na mala cabe toda a mobília da casa. Não sei quanto custa mas suspeito que será um valor muito acima de uma carrinha de trabalho normal...

PS: Se calhar vem aí um «carrão» equivalente. Se calhar.

19 comentários:

The Blue Factory of Dreams disse...

Se o Sougou for para Braga, acho que é uma boa solução, depois da Champions pensei que o Salvador até conseguisse tirar mais proveito do Matheus.

pascoal sousa disse...

Sougou está difícil. Para não dizer impossível para Janeiro. Quanto a Matheus, vendê-lo já foi um grande feito: terminava contrato, se quisesse deixava-se estar no seu canto e nem dava cavaco ao Braga. Não o fez. Saiu com dignidade e rendeu 1 milhão de euros. Lembro que ele não custou nada ao Braga e o que recebeu de luvas na altura em que chegou do Marco nem para comprar um carro em segunda mão dava... Abraço

Xina disse...

Boa noite,

Dada a actual situação contratual, o SCB fez um excelente negocio!
Como o Bigsousa disse, o Matheus se quisesse assinava podia assinar por quem quisesse e o Braga não recebia nada com isso...
É um jogador, que só desda chegada do Domingos têm evoluido imenso, passou de um jogador banal, para um excelente avançado!
Benefeciou tb de Domingos o colocar a jogar na sua posição... Mas desde a sua chegada a Braga é de realçar a sua evolução!
Matheus não é um jogador muito vistoso, mas é de extrema utilidade para qq equipa!

pascoal sousa disse...

Concordo Xina. O Matheus deu um salto qualitativo impressionante em dois anos. Um aspecto em que melhorou imenso foi na eficácia a finalizar, fruto, lá está, da mudança para o meio do ataque. A experiência ajudou-o a afinar a pontaria, não é tão sôfrego a definir os lances - mérito de Domingos, que o trabalhou para uma função mais adequada às suas características, num enquadramento táctico que beneficou o jogador. Acho que o Matheus fez o suficiente para justificar o contrato chorudo que vai assinar pelo Dnipro. Não vou aqui expor valores, mas garante-lhe a reforma. O Braga ganha 1 milhão, dinheiro muito útil para pagar luvas aos jogadores a custo zero que por aí vão aparecer. Não necessariamente em janeiro. Abraço

Xina disse...

Acredito, para alguém desistir de assinar por um clube do sul de Frença, é pk a proposta vinda da Ucrania era nuito, mas muito tentadora...
E além do mais, creio, que desda a sua renovação com o Braga, o Matheus não era um jogador nada barato...
Mas fico muito contente, pelo Braga principalmente, mas por ele tb, pois sempre teve uma boa atitude, mesmo qdo foi emprestado ou qd pouco jogava e tb pelo forma como o "vimos" crescer...

Pedro Ribeiro disse...

Que eu saiba, o Sougou não tem nenhum carrão...:-)

Hugo disse...

Poderão Djalma e Sougou estar nesse lote para o início da próxima época? Espero que esta injecção de liquidez o permita... ;)

Quanto ao negócio Matheus, e tendo em conta todas as condicionantes, foi um bom negócio.

E eu que tantas vezes me babei por este dodge, sem saber que era do Matheus, ehe! :D

pascoal sousa disse...

Também acho, Pedro Ribeiro, que o Sougou não tem um carrão. Vamos aguardar pelas roncar dos motores lá para meio de Janeiro ;P

pascoal sousa disse...

Hugo: Djalma? Seria uma boa opção, creio. O que me faz confusão no angolano é que tão depressa está lá em cima como cai aos trambolhões. Não tem meio termo, mas tecnicamente é muito bom. Curiosamente, antes de partir a loiça em Coimbra, onde assinou exibição de gala, estava para ser envolvido num negócio de troca directa entre dois clubes da Liga. Um deles é vosso 'amigo' de estimação. Abraço

pascoal sousa disse...

Xina:olhando ao rendimento do Matheus, não posso dizer que se tratasse de um jogador que pesasse no orçamento mensal do Braga. Ganhava bem, vá. O Braga retirou muito bom proveito dos dois anos que assinou com o brasileiro, sinal de que a estrutura sabia o que estava a fazer. Quando falo em estrutura não me refiro, especificamente, ao presidente. O Braga tem o mérito de possuir profissionais competentes na área que poucos adeptos conhecem. São discretos. O Salvador, por seu turno, tem o mérito de se rodear de gente que sabe que o podem auxiliar na sua missão. Abraço

Costa disse...

Não posso, NEM QUERO, que o Djalma assine por mais ninguém da 1ª liga, a não ser pelo SCBraga! Muito menos por um "amigo" nosso... VSC? Benfica?
É verdade o que o Bigsousa diz acerca do seu rendimento, mas também é verdade que no Maritimo isto parece prática comum. Com o próprio Baba (outro excelente jogador) acontece exactamente a mesma coisa, Kleber incluido.
Vejo em Djalma um desiquilibrador nato. Adorava tê-lo em Braga.
Quanto a Sougou, também me agrada, mas a única coisa que não queria mesmo, era que viesse fazer o papel que Matheus fez este ano. Ou pelo menos com a mesma preponderância. Para matar/mexer com jogos sim, para ser referência sem estar em vantagem, não.
De qualquer das formas, falar nestes nomes para o meu Braga é sinónimo de boas escolhas, de possibilidade de contratar qualidade!

Ah, e adoro surpresas... :)

pascoal sousa disse...

Olá Costa. Não estava a referir-me ao Benfica :P. Sabe, julgo que ainda é cedo para definir a questão do avançado. Até dia 31 muita coisa pode mudar. A Académica pode eventualmente baixar as exigências, mas acredito que o Braga já tem uma alternativa apalavrada. Uma boa alternativa. Sougou para a próxima época, a custo zero, é, nesta altura, a possibilidade mais forte. Agora, tudo pode mudar quando Janeiro correr para o fim. Mas cheira-me a surpresa :PPP Abraço.

Costa disse...

Isto de ficar dias de trabalho a pensar em futebol... :)
Agora é o Meyong que, diz-se, se sente atraído pela Grécia... neste caso, precisamos de duas surpresas...
Venham elas, então!! Só não quero é empréstimos!!

Abraços e parabéns pelo blog!

pascoal sousa disse...

O Meyong que tenha calma, que ainda vai ser muito importante no futuro.

Pedro Ribeiro disse...

"Agora é o Meyong que, diz-se, se sente atraído pela Grécia..."

Não é um qualquer que o diz, é aqui o Bigsousa! :-D

Acho que, nesta altura, a saída de Meyong não faria qualquer sentido, sobretudo tendo deixado sair Élton - um jogador, para mim, muito acima da média, cuja saída praticamente sem jogar só pode ser explicada por razões extra-desportivas. Limitados a Meyong, Keita e Lima (se quisermos considerar este como um verdadeiro ponta-de-lança), deixar sair o camaronês, ainda por cima sem quaisquer contrapartidas, seria uma estupidez. Creio que qualquer um deles terá direito a minutos suficientes para mostrar o que vale...

No entanto, creio que Meyong não tem o perfil que Domingos preferiria para o seu onze. Creio que Domingos, preferiria um jogador que juntasse capacidade para servir de referência e capacidade de jogar em apoio (o que Meyong sabe fazer) com mobilidade e poder de explosão (que o camaronês manifestamente não possui). Aliás, penso que o nosso ponta-de-lança que melhor se enquadra neste perfil (e não estou a falar de qualidade) é Keita. Se ele tem nível (técnico) para ser O ponta-de-lança da equipa... francamente, não sei. Tinha uma imagem dele melhor do que a que fizeram dele em Braga, em que praticamente não jogou. Fez um bom jogo, no entanto, frente à Académica.

Do que não há dúvida, no entanto, é que Meyong é o melhor de todos em termos de qualidade na finalização. O último golo frente ao V.Guimarães é disso exemplo...

pascoal sousa disse...

Pois é, Pedro :P. O problema é que a proposta grega seduz o Meyong, mas não seduz a quem interessa e manda, o Braga. Neste momento o Meyong é uma unidade, diria, indespensável no equilíbrio do ataque. Naturalmente que ele não tem a explosão do Matheus, mas o Domingos terá dado uma pista na conferência de hoje: vai alterar um pouco o esquema, sem mexer com os princípios básicos do modelo. É para isso que pagam ao treinador, para arranjar soluções e ele ainda tem muitas no plantel. Abraço

Hugo disse...

Sempre me convenci que Elton ia ser O ponta de lança! Aquele avançado que só por ele, eleva a qualidade de uma equipa. Se tinha valor para isso? Não duvido! Técnica, velocidade (para a estrutura física que tinha) e inteligência O que não funcionou? Não imagino.

Vamos à guerra com o que temos para a segunda volta (que diga-se...não é pouco)

Cagaréu amarelo disse...

Ainda quanto ao Matheus, surpreendeu-me a evolução dele nos últimos dois anos, porque quando esteve no Beira Mar nunca passou de um jogador banalíssimo, muitas vezes até suplente utilizado ou não, que tinha de vez em quando um rasgo, mas que passava a maior parte do tempo desaparecido do jogo na faixa lateral. Não dava muito por ele num clube mais relevante, era assim uma espécie de Quaresma para bastante pior... e isto para concluir que realmente nunca se podem fazer juizos definitivos sobre um jogador, de repente ele pode despertar. Foi o que aconteceu neste caso.

Cidchen disse...

Bem, por mim o Meyong podia ir lá para a Grécia. Não aprecio avançados que não vão à luta, que não vão à busca da bola nos adversários. O Meyong tem a mania de esperar que ela lhe caia aos pés, aí sim, com ela, ele é seguro. E eu não suporto isso, pronto. Daí que também esperava ver mais o Élton na frente, mas as oportunidades não lhe chegaram. Temos o Keita, que dá mais o litro.