quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

O carrão também vai, Matheus?



Confirmada que está a mudança de Matheus para o Dnipro, da Ucrânia, a pergunta que se impõe é a seguinte: o que é que ele vai fazer ao magnífico Dodge que concentrava todos os olhares no Estádio Axa e fora dele. O maquinão tem só dois lugares, mas é realmente um bombardeiro desportivo cativante e na mala cabe toda a mobília da casa. Não sei quanto custa mas suspeito que será um valor muito acima de uma carrinha de trabalho normal...

PS: Se calhar vem aí um «carrão» equivalente. Se calhar.

Enviar um comentário