segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Shakhtar - uma equipa caseirinha



Hoje, um camarada perguntou-me se achava possível o Braga ganhar ao Shakhtar por 4-0, na Ucrânia. Manda o meu bom-senso futebolístico que seja honesto na resposta: não, não acredito que isso vá acontecer. Em relação a uma vitória bracarense por números, vá lá, menos expressivos, não a posso de todo excluir. Não devo. Uma equipa que arrumou com o Celtic, que arrombou a casa do Sevilha, exibindo-se a um nível elevadíssimo ao ponto de marcar quatro golos e que foi a primeira formação lusa a carimbar um triunfo europeu em Belgrado, é capaz de tudo.

O campeão ucraniano nunca perdeu um jogo oficial no Donbass Arena, o estádio cinco estrelas do Shakhtar e um dos palcos do Euro'2012. A última vez que o Shakhtar perdeu perante o seu público foi no estádio antigo, o RSK Olympsky, onde hoje em dia joga o rival Metalurj. Sabem quem foi o autor da proeza? O Sporting. Liedson marcou o golo da vitória por 1-0 dos leões, numa época em que os ucranianos saíram sem glória da Champions mas conquistaram em Istambul a Taça UEFA, vencendo na final o Werder Bremen, por 2-1.

Desde esse fatídico jogo com os leões, o Shakhtar disputou mais 54 partidas em casa. Pecúlio: 50 vitórias e 4 empates. Até o Arsenal lá caiu. Impressionante.
Enviar um comentário