domingo, 12 de dezembro de 2010

Guilherme e pouco mais

Guilherme. Das poucas coisas boas que vi do Braga na Luz, um pouco acima de Artur e Rodriguez, dupla que também escapou à mediocridade. O Benfica venceu muito bem, nem há discussão possível. Quantas às queixas de arbitragem feitas por Domingos, direi que não foi por aí. A haver expulsões, teria de ser para os dois lados. O Braga foi para a Luz muito fragilizado, sem vários titulares importantes, e a juntar a isso voltou a não exibir aquela chama que ardeu generosamente na Champions. Há ainda pontas soltas que o mercado de Janeiro se encarregará de aparar. A entrada de Vinícius (Olhanense) é apenas o início de um processo que culminará com uma pequena revolução no plantel - que terá de ser uma mudança não apenas estrutural, mas de mentalidade e ambição. Quanto a Guilheme, direi que é tempo de acabar com as dúvidas e lançar este miúdo de 19 no lugar certo - a meio-campo, onde o seu talento ganha mais expressão. De bola, sabe ele.

4 comentários:

Pedro Ribeiro disse...

Concordo com a sua análise. Faltou-lhe dizer que foi uma caricatura de Braga que conseguiu perder de forma justa para... uma caricatura de Benfica. O jogo mostrou realmente duas equipas em crise, com um nível de jogo a léguas do que podem produzir. O Benfica (que não tenho visto a jogar) impressionou-me muito pela negativa. O Braga... não!

Deste Braga, já nada espero antes de cada jogo. Ou melhor, espero tudo. Tudo pode acontecer. Tanto é capaz de se bater com adversários de alto nível e em excelente forma (como fez na quarta-feira), como perder de forma triste e resignada frente a um adversário em momento lamentável e com os nervos em franja. As ausências (e Elton, mais uma vez, se calhar a última) justificam alguma coisa mas não tudo. Com os que "sobraram", Domingos tinha matéria para construir um bom onze, pelo menos do meio-campo em diante. Na linha defensiva, já não direi o mesmo (plantel mal formado), mas não me parece que tenha sido por aí que as coisas falharam, ainda que o primeiro golo sofrido já não se use.

Quanto ao Guilherme... não foi surpresa para mim. Se calhar, envergonhou o seu treinador, que o tinha desterrado para Vizela...

pascoal sousa disse...

Mais uma boa análise, Pedro. Permita-me, no entanto, que faça duas ressalvas: o Domingos não é o «meu» treinador, é treinador do Braga, no limite será treinador de todos os «bracarenses», embora esse conceito não exista. Quanto a Guilherme, não foi desterrado para Vizela, passou lá de raspão para fazer um jogo com o Macedo e voltou à base. Sempre que o calendário o permitir, irá fazê-lo para pelo menos aproveitar essas oportunidades para jogar. Sobre Guilherme, eu e o Pedro já falámos anteriormente. Estamos na presença de um miúdo que poderá ser de «top» se bem explorado em Braga. Mas continuo a ver a coisa difícil, porque Guilherme pode dar um 8 fantástico, se calhar, mais para a frente, com outra maturidade, até pode ser um 10 magnífico, mas vejo que anda a tapar buracos na defesa, ora à esquerda, nos jogo que já disputou, ora à direita, quando é preciso ter no banco alguém de reversa. Nunca achei a polivalência um factor necessariamente positivo para um jogador. A polivalência é boa para jogadores de nível médio/baixo que para estar no onze até à baliza vão. Mas nunca chegam a ser extraordinários em nenhuma das posições - veja-se o caso de Frechaut. Falou o Pedro de caricaturas. Sou franco: não gosto do termo. Prefiro utilizar outro: Benfica e Braga são sombras das equipas da época passada. Num e noutro caso não é fácil explicar essa transformação. Há muitos factores e teríamos de estar horas a dissecar e discutir cada um deles. Abraço, Pedro

Cidchen disse...

Eu vi um jogo de igual para igual, aliás, do SLB viu-se o que muita gente tem visto: um SLB sem qualidade, que não anda nada bem, contra a equipa-não-titular-do-Braga teve medo, esperou pelos deslizes do adversário. Quanto à arbitragem, 21 faltas contra 7, e 5 cartões mostrados ao Braga (faltas levezinhas comparando-as com as que sofremos, vi agressões!), e o Xistra deu apenas 3 ao SLB. É aqui que eu não concordo em nada com os homens de apitod e Portugal.

Anónimo disse...

Vi o Alan ser expulso em Guimarães por menos do que o David Luiz lhe fez, mas enfim....