domingo, 12 de dezembro de 2010

Guilherme e pouco mais

Guilherme. Das poucas coisas boas que vi do Braga na Luz, um pouco acima de Artur e Rodriguez, dupla que também escapou à mediocridade. O Benfica venceu muito bem, nem há discussão possível. Quantas às queixas de arbitragem feitas por Domingos, direi que não foi por aí. A haver expulsões, teria de ser para os dois lados. O Braga foi para a Luz muito fragilizado, sem vários titulares importantes, e a juntar a isso voltou a não exibir aquela chama que ardeu generosamente na Champions. Há ainda pontas soltas que o mercado de Janeiro se encarregará de aparar. A entrada de Vinícius (Olhanense) é apenas o início de um processo que culminará com uma pequena revolução no plantel - que terá de ser uma mudança não apenas estrutural, mas de mentalidade e ambição. Quanto a Guilheme, direi que é tempo de acabar com as dúvidas e lançar este miúdo de 19 no lugar certo - a meio-campo, onde o seu talento ganha mais expressão. De bola, sabe ele.
Enviar um comentário