terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Chocante



Nas últimas 48 horas estive em Mondim de Basto e desliguei-me um bocadinho do futebol. Pela manhã, levei o primeiro abalo ao desfolhar os jornais: Jorge Costa de saída da Académica! É verdade que em todos os finais de ano há notícias que nos surpreendem e esta era mesmo para uma pessoa reflectir sobre o quanto é ingrata e imprevisível a vida de um treinador. Agora, em comunicado, Jorge Costa diz que vai deixar de ser técnico de futebol. Custa-me a acreditar.

Perde-se um bom treinador, um treinador de ideias vincadamente ofensivas - ele que até foi um central de grande calibre - e com uma soberba capacidade de liderança. Suponho que só mesmo motivos fortíssimos podem fazer um homem que vive e respira futebol abdicar da sua grande paixão. Motivos que, naturalmente, devem ser respeitados. Talvez seja temporário e não o fim. Talvez seja o início de outra etapa no futebol, mas num papel diferente. Vamos esperar.
Enviar um comentário