sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Sporting: o melhor viveiro



O nome Salomão, conta-nos o Wikipédia, deriva «da raiz Shalom, que significa "paz" e tem o significado de "Pacifico"». Para mim, é pacífica a tese de que o Sporting, esteja bem ou mal, continua a fornecer a uma cadência impressionante talentos que estimulam «a vista» e nos fazem sonhar. Talentos formados na casa ou descobertos por perto, como foi o caso de Diogo Salomão, que marcou ao Levski na goleada por 5-0 dos leões aos búlgaros. Não esquecer Carriço, que está a caminho de se tornar um senhor central e que qualquer dia cava definitivamente alicerces na Selecção principal.

Há anos que o Sporting está à frente dos seus concorrentes nos domínios da prospecção e aproveitamento das camadas jovens . E não deve ser por causa da qualidade do ar que se respira em Alvalade e Alcochete. Se no FC Porto, Benfica e até no Braga, um português com 21 anos sente dificuldades em impor-se, e é frequentemente empurrado para um empréstimo que nem sempre garante o seu crescimento correcto, no Sporting vão surgindo casos de sucesso que nos dão esperança num futuro melhor para o futebol luso.
Falta ao leão dar o salto no resto para que essa aposta constante nos miúdos não seja apenas como uma via... verde para ganhar uns milhões extra em vendas.
Enviar um comentário