domingo, 19 de setembro de 2010

«Bisculpem!»



Dois golos do Takuara no clássico. Ao paraguaio, não bastava pedir desculpa para se redimir do gesto que teve na Luz, quando marcou ao Hapoel. Era preciso mais para recuperar a harmonia com o público encarnado. Um «bis» frente ao leão opera esse pequeno milagre. Os golos têm a dupla faceta de fazer gritar os adeptos e de calar as críticas.
Enviar um comentário