quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Atropelados



Não vi o jogo completo do Sp. Braga com o Arsenal. Vou vê-lo daqui a pouco, em diferido. Vi algumas partes - essencialmente os golos, meia dúzia deles, do Arsenal. Voz amiga disse-me que não reconheceu o Sp. Braga em campo. Se foi assim, está explicada a derrocada minhota nos Emirates. Se mantendo a identidade e impondo alguns dos seus princípios de jogo já não era fácil ao Sp. Braga surpreender o Arsenal, sem essas coordenadas a goleada era inevitável. 6-0 é muita fruta, mas o Sp. Braga tem de manter a tranquilidade pois desde a primeira hora que sabe que o seu futuro na Champions passa sobretudo pelos dois próximos jogos em casa, frente ao Shakthar e ao Partizan. Agora, é chamar o psicólogo e atenuar os danos provocados pelo atropelamento dos canhões.

3 comentários:

Pedro Ribeiro disse...

Houve uma má avaliação por parte do Domingos da qualidade do Arsenal e da diferença de valores entre as duas equipas. O Arsenal não é o Porto, as cautelas deveriam ter sido outras. A equipa surgiu muito mal posicionada concedendo um espaço muito grande entre a primeira linha de pressão, demasiado subida a meu ver e a linha defensiva - fomos pouco compactos e pouco agressivos (12 faltas em todo o encontro contra 17 do Arsenal!). Ultrapassada a primeira linha de pressão com facilidade em função da qualidade da circulação de bola dos "ingleses", abria-se uma avenida até à entrada da nossa área. A mobilidade do meio-campo em diante por parte dos ingleses e a ausência de pressão sobre o portador da bola fez o resto. Foram seis mas o pior de tudo é que deu sempre a sensação de que poderiam ser quantos o Arsenal quisesse porque o jogo a partir de certa altura até se disputou a ritmo de recreio...

Foi também a estreia de Domingos a este nível, certamente que retirará desta partida as devidas ilações.

O meu receio é em relação às sequelas psicológicas que daqui resultem. Se a equipa for capaz de as ultrapassar (o jogo da Mata Real no Domingo passou a ser importantíssimo), até podemos retirar vantagem deste resultado - se ele levar a que os na LC nos menosprezem...

pascoal sousa disse...

Concordo em absoluto. Numa perspectiva futura, é inevitável, julgo eu, repor os índices de confiança do grupo e da equipa. Do ponto de vista estratégico, acho que sim, que os dois outros concorrentes do Braga vão vê-lo como o coitadinho do grupo. Um resultado de 6-0 pode ser muito traiçoeiro na avaliação que se faz sobre o desempenho e valor de determinada equipa. Abraço

Show di Bola disse...

Sejamos sinceros e realistas. O Braga ao entrar na Liga dos Campeões atingiu o seu objectivo. Os cofres encheram e rudo o que vier daqui para a frente dependerá da ambição dos jogadores. Se o Braga for elimindado do grupo, não há aqui nenhuma desilusão. É claro que todos esperamos que o Braga surpreenda depois do jogo de SEvilha. Mas há que pensar que os adversários podem ser melhores em campo ou simplesmente as coisas podem não correr bem.
Tudo isto para dizer que o Braga deve ter a ambição de fazer mais e melhor na Liga dos Campeões, mas se não o fizer, não se deve sentir afectado por isso.
Domingos tem um grupo com muita qualidade, vamos ver se as várias frentes não quebram a equipa.

http://showdi-bola.blogspot.com/

Cumprimentos!