sábado, 21 de agosto de 2010

'Robertite' aguda



Na época passada, o Benfica foi campeão com 24 vitórias, 4 empates e apenas duas 2 derrotas. A confirmar aqui. Neste momento, tem duas derrotas em dois jogos. E o Campeonato só leva dois jogos, está bom de ver. Tem, também, dois golos marcados e quatro sofridos. Significa isto que o Benfica tem neste momento a margem de manobra muitíssimo reduzida para voltar a escorregar. Somando o desgaste psicológico decorrente de um arranque a todos os títulos horrível, no qual não se vislumbrou nem a sombra do antigo campeão, estou tentado a pensar que o projecto do bi-campeonato está seriamente comprometido.

Não sei até quando Jesus vai defender Roberto, quando Roberto nem a ele próprio se defende. Podem falar de azares, da Jabulani, do vento e da chuva, dos longo monólogos dos filmes de Manoel de Oliveira e da atribulada vida social da Lili Canecas como eventuais focos de desestabilização para o espanhol. Podem até recuperar a radical transformação que o futebol de Luisão conheceu desde a estreia no futebol português até agora. Mas as fragilidades do guarda-redes estão à vista: sai mal nos cruzamentos, não é ágil entre os postes e tem dificuldades em fazer as manchas. São aspectos que podem ser corrigidos com trabalho. Mas o tempo corre contra o guarda-redes e contra Jesus.
Enviar um comentário