quinta-feira, 8 de julho de 2010

O oitavo passageiro


Foto: AFP

Fim das férias. Foi bom enquanto durou. Para além de descansar e reforçar laços com os filhotes, deu para deitar um olhar descomprometido ao Mundial, para mim um dos mais espectaculares e emotivos dos tempos mais recentes. Imaginava uma final entre o Brasil e a Espanha. Aliás, imaginava sempre o Brasil na final, porque me parecia ser o conjunto com mais argumentos individuais - mas falhou colectivamente frente a uma laranja bem mecanizada. Rebobinando a filme do certame, concluiu-se que na final estão duas selecções que dá gosto ver jogar. Ambas muito competitivas, com grandes craques, abordagens tácticas distintas, estilos também eles diferentes, mas a mesma ambição e vontade de vencer - eis o que divide e une Holanda e Espanha. Teremos um oitavo campeão do Mundo. Mas, ganhe quem ganhar, o futebol positivo já venceu este Mundial.
Enviar um comentário