domingo, 11 de julho de 2010

Alma...nha



Sempre considerei os jogos de atribuição do terceiro e quarto lugares do Mundial um frete. Mas o Uruguai, 2-Alemanha,3 fugiu à regra. Prendeu-me ao ecrã quase do primeiro ao último minuto. Disputadíssimo até ao último suspiro da partida, até aquele tiraço de Forlan à barra que por pouco não deu ao Uruguai a hipótese de levar a partida para prolongamento. A Alemanha termina no último lugar do pódio e merece, no mínimo, essa honra. Foi um conjunto com alma e que desfez aquela imagem pouco simpática que a generalidade dos adeptos têm do futebol germânico (pessoalmente, há duas semanas não me imaginava a escrever este post).
Enviar um comentário