segunda-feira, 8 de março de 2010

Um Porto de honra

Está um frio de rachar em Londres, mas não chove. Acho que já não chove há cinco dias, o que é uma boa novidade. Prefiro os zero graus da capital inglesa que a chuva que tem caído sem piedade (coitado do Sócrates) no norte de Portugal, ainda por cima com temperaturas nada simpáticas. Enquanto escrevo estas linhas, simpaticamente patrocinadas pelo wireless gratuito do Emirates Stadium, aguardo pela chegada de Jesualdo Ferreira e Ruben Micael à sala de Imprensa. Há pelo menos uma boa notícia para o dragão: não joga Fábregas, um puto catalão de 22 anos que pensa que é o maior da companhia. E é mesmo. É bom que o FC Porto aproveite esta «prenda» para construir um resultado que lhe abra as portas dos «quartos». Mais do que discutir quem rende Fernando e se Hulk será ou não titular, o importante é que o Jesualdo compreenda uma coisa: tem que entrar no jogo com coragem. Olhos nos olhos. Se não for assim, alguém vai chorar no fim. E não será o Arsenal.
Enviar um comentário