sexta-feira, 5 de março de 2010

Juventude irrequieta

Na convocatória para Setúbal, o treinador do Sp. Braga, Domingos Paciência, integrou dois miúdos, dois jovens talentos que jogam nos juniores: o central norte-americano Gale Agbossoumonde (na foto) e o médio brasileiro Guilherme. Do primeiro falei recentemente, por ocasião dos contactos com a empresa Traffic para a cedência tenporária dos seus direitos desportivos aos minhotos. Acrescento, em jeito de actualização, que me parece um defesa com largo futuro, mas terá necessariamente de adaptar-se ao estilo europeu e limar arestas na marcação - fruto da juventude, é impetuoso. Em contrapartida, nas bolas paradas faz a diferença na área adversária.

Dos dois, é Guilherme que me enche as medidas. Médio de 18 anos, está emprestado pelo Paraíba do Sul FC, mas o seu futuro passará pelo Minho. É um médio polivalente, que chuta e assiste tanto com o pé esquerdo como com o direito. A sua grande arma é a inteligência táctica. Apesar da idade tem a noção exacta dos terrenos que pisa, promove bem a circulação da bola e quando joga nas posições 6 ou 8 exala talento. Pode ainda jogar colado nas alas e até a lateral-direito. Tomem nota do nome. Já mostrou um pouco do que vale na robusta vitória por 4-1 sobre o U. Leiria, na Taça da Liga. Nesse jogo brilhou um pouco mais a técnica de Peña, mas foi aí que Guilherme se deu a conhecer a todo o universo bracarense.
Enviar um comentário