sábado, 13 de fevereiro de 2010

Tudo ou nada



O Leixões impôs um empate a zero bolas ao FC Porto (Fernando Castro Santos e quem o escolheu já começaram a calar os cépticos), o Belenenses assustou o Benfica na Luz, o Paços de Ferreira manteve o Sporting na corda bamba. Quando se fala que o Campeonato chegou à fase do tudo ou nada, há que ter em conta que o desespero dos mais pequenos na fuga aos últimos lugares promove todo o tipo de surpresas. É o padrão típico do nosso Campeonato. Da mesma forma, os clubes que cobiçam o quarto lugar que o Sporting considera o mínimo para salvar uma época desastrosa mobilizam-se e vão atacar forte no último terço da prova. Se virem uma formiga passar uma «palheta» ao elefante e a exibir-lhe o «gesto internacional» com um riso sarcástico, não se espantem: no futebol, nem sempre impera a lei do mais forte.
Enviar um comentário