quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Give me 5



Foi mesmo assim: Dragão de Fogo, Leão de papel. Na Choupana, na vitória por 4-0 do FC Porto sobre o Nacional, Varela, Falcao, Ruben Micael e Álvaro Pereira brilharam com intensidade. Ontem, no Dragão, não houve tanto Álvaro Pereira, mas houve muito Mariano, o tal jogador que gosta de ir do 8 ao 80 e voltar. O Sporting desiludiu. Para uma equipa que precisa(va) das taças para salvar a época, a sua exibição foi confrangedora. Carlos Carvalhal destacou pontos positivos nestes 5-2. Compreende-se a intenção do treinador de transmitir confiança e ânimo aos jogadores nas horas difíceis. O problema é que nem eles acreditam que houve assim tantos aspectos positivos a retirar da partida...
Enviar um comentário