segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Melgaço e Micael



Três dias em Melgaço a temperar os pulmões com oxigénio puro e a apanhar pinhas no magnífico manto vegetal que rodeia o principal hotel da vila, quase me fizeram esquecer de que tinha de regressar às lides e voltar a mergulhar nas contradições do mercado da bola. Olhem a primeira: o FC Porto sempre abriu os cordões à bolsa para reforçar o meio-campo. E que reforço: Ruben Micael não engana, é craque, tem talento da cabeça aos pés, e é português. Já vai sendo tempo de os chamados grandes investirem no que é bom e nacional e de pagarem o preço justo aos clubes que, como o Nacional, têm o mérito de descobrir e potenciar craques como o Ruben.

A surpresa desta aquisição reside apenas no que disse há pouco tempo Pinto da Costa sobre as garantias competitivas que o grupo profissional dava ao FC Porto. Do meu ponto de vista, olhando às campanhas do Sp. Braga e Benfica e às alternativas que o plantel oferece a Jesualdo Ferreira, o dragão tinha mesmo que ir às compras em Janeiro.
Enviar um comentário