sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

O Durval por cá?!



O título de A BOLA está correcto: vai ser mesmo preciso convencer Durval a jogar fora do Brasil. Ao longo dos últimos anos, foi muito difícil persuadir este excelente central esquerdino a deixar o Nordeste brasileiro. Há pelos menos cinco anos que o nome de Durval circula pelas redacções dos jornais em época de mercado aberto. No Sport, para além de ter sido uma referência incontornável do clube, era dos mais bem pagos (cerca de 25 mil euros/mês na última época), pelo que se acomodou um pouco. Não no campo, onde o seu rendimento foi sempre elevado. Mas se tivesse respondido às solicitações de Flamengo, Cruzeiro, Santos ou São Paulo, só para citar alguns emblemas, teria seguramente chegado à selecção brasileira.

Há uns quatro anos, um empresário esteve quase a trazê-lo para Portugal. O acordo com o Sport estava fechado, faltava apenas o jogador assinar contrato. No dia marcado para a assinatura, Durval... «sumiu». Contacto aqui, contacto ali, o empresário lá descobriu que o defesa se escapara para o interior de Pernambuco. Para o mato profundo. Quando lá chegou, depois de uma viagem atribulada, o empresário perguntou a Durval o que lhe tinha acontecido. A resposta: «Sabe, senhor... Eu não quero ir para fora do Brasil. Nem para fora de Recife!»

Durval é um belíssimo jogador, mas vai ser preciso apresentar argumentos fortíssimos para ele jogar no palco europeu. Se o Benfica conseguir isso (o que eu duvido), terá outra preocupação no horizonte: a sua adaptação a Portugal.


Enviar um comentário