sábado, 12 de dezembro de 2009

Até a mim me doeu!



Já me tinham falado da violência da carga de Nuno Claro, guarda-redes português do Cluj, ao avançado do Astra, Georgian Paun. Mas ao ver a imagem, confesso que fiquei estupefacto. Até acho o Nuno Claro um bom guarda-redes e um jogador leal. A única explicação que encontro para aquela tentativa de homicídio é que o cérebro de Nuno Claro deixou momentaneamente de receber oxigénio. O keeper foi castigado com 3 jogos de suspensão. Foram brandos...
Enviar um comentário