sexta-feira, 30 de outubro de 2009

O Big Mano

Com o empate (1-1) do FC Porto no Dragão, o jogo entre Braga e Benfica ganhou mais um atractivo - como se já não faltassem muitos. A sorte do Belenenses veio acompanhada de algum mérito e de muita crença, é justo frisá-lo. Quanto ao FC Porto, não espanta o seu estado de alma: desde há um tempo para cá que anda a jogar pouco. Muito pouco. Falta profundidade ofensiva à equipa, os processos de transição são lentos e previsíveis e a equipa demora muito tempo a arrancar. Hulk não está bem, Raul Meireles idem e vai valendo a inspiração de Farías para evitar o completo esvaziamento da fórmula do professor.

Fui vendo o jogo. Quero destacar um jovem talento português: Mano, 22 aninhos cheios de genica e sangue na guelra, um lateral-direito possante que cresceu imenso nos últimos meses. Não demora muito e vai estar num patamar mais elevado que o actual.
Enviar um comentário