segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Quase abri o jornal da TVI



Em mais de cem voos, nunca tinha apanhado um susto do género. Quando o avião da TAP bateu estrondosamente na pista do aeroporto de Heathrow, descrevendo um «S» que a mim me pareceu um «W» imaginei-me a abrir o Jornal da TVI: «E agora, a notícia de uma tragédia em Londres.» O comandante conseguiu estabilizar a passaroco a tempo de evitar uma saída de pista como aquela que o Nelsinho Piquet e a Renault combinaram para que o título não escapasse a Alonso. Como sempre, Londres recebeu-nos com um sorriso carrancudo, com nuvens e uma brisa matinal fresca que não combinava com o nosso ar de turistas acidentais - e acidentados. Daqui a pouco, às 18 horas, Jesualdo faz a projecção da partida e meia hora mais tarde os jogadores do FC Porto sobem ao relvado do Stamford Bridge para a habitual sessão de adaptação à relva e luz artificial. Só espero não despistar-me à entrada da sala de imprensa...
Enviar um comentário