sexta-feira, 18 de setembro de 2009

A leveza do ser



O lezevinho voltou a facturar. E por três vezes. O Heerenveen (ou Heverine, como um dia um treinador lhe chamou), por sinal uma das mais afamadas escolas de pontas-de-lança da Holanda, engasgou-se com o veneno do melhor jogador do Sporting. Para o futebol português, a 1.ª jornada da Liga Europa foi bem positiva: o Benfica de Jorge Jesus continua numa boa onda e venceu sem grandes dificuldades o BATE Borisov, um clube que com este nome merece mesmo levar pancada. Quanto ao Nacional, e apesar da derrota tangencial frente ao Werder Bremen, voltou a prestigiar Portugal e estou convicto que irá conseguir os pontos necessários para se apurar no seu grupo.

Voltemos a Liedson. Não sei se concordam, mas depois de Jardel é o ponta-de-lança que mais plateias consegue cativar. Ter continuado a jogar no Campeonato português é um daqueles milagres inexplicáveis. Há jogadores fraquíssimos que saltam para Ligas milionárias e este fica por aqui - a ganhar bem, é certo, mas justifica cada cêntimo que leva para casa.
Enviar um comentário