sexta-feira, 31 de julho de 2009

Suecos não são «mancos»



Assim de repente, e a menos de uma semana do jogo da segunda-mão da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, não vejo como o Sp. Braga possa dar a volta ao resultado manifestamente negativo (1-2) obtido frente ao Elfsborg, ontem, no AXA. Há grande diferença de ritmo? Há, sim senhor, os suecos estão com um andamento superior aos arsenalistas, porque disputaram já 16 jogos no Campeonato e três nas competições europeias. Uma vez que o jogo não deu na televisão, convém esclarecer o seguinte: este Elfsborg não é uma equipa banal. Tem um conjunto de bons jogadores, mas aquele que me encheu as medidas foi o esquerdino Bajrami, internacional sub-21 sueco nascido no Kosovo. Que craque! Mas há mais: dois bons trincos (Danielsson, autor do primeiro golo e Svesson), um médio direito ( Ishizaki) que é um todo-terreno, um guarda-redes (Covic) muito seguro e com excelentes reflexos.

O Sp. Braga está numa fase em que ainda não assimilou completamente a filosofia táctica do seu novo treinador. Isso exige tempo e tempo é coisa que nunca há em Braga. Talvez o clube devesse reflectir sobre isso, sob pena de no futuro continuar a ver um Paços de Ferreira na final da Taça de Portugal ou um V. Setúbal a erguer a Taça da Liga...
Enviar um comentário