domingo, 12 de abril de 2009

A lição de 2000/2001



Jogar um dia antes tem destas coisas: depois do empate caseiro do Sp. Braga com o Marítimo (1-1), ouvi Jorge Jesus praticamente a abdicar da luta pelo terceiro lugar, contrariando o seu discurso da véspera e dando mais ênfase à consolidação do quarto lugar. Se o Nacional, que joga segunda-feira na Trofa, pensar da mesma forma, o Benfica pode estar descansado, pois por muito que alimente as melhores expectativas dos adversários nunca perderá o terceiro lugar.

Agora, note-se o pormenor: a seis jornadas do fim, o Benfica praticamente deixou de pensar no FC Porto e no Sporting como rivais directos. É o trio formado por Sp. Braga, Nacional e (a continuar assim) Leixões que lhe agita o espírito e lhe traz à memória a abrupta queda da época 2000/2001, quando o Boavista foi campeão e a águia nem à Europa foi.
Enviar um comentário