terça-feira, 31 de março de 2009

Money for nothing



Graças a Jorge Jesus, que decidiu marcar um segundo treino à tarde, fiquei por Braga e ouvi esta história inquietante, numa rádio local: há dois anos, um casal de namorados ganhou o primeiro prémio do Euromilhões, no valor de 15 milhões de euros. Neste intervalo, e dando razão a quem afirma que o dinheiro não traz felicidade, o milionário casalinho separou-se. Quem fica com o dinheiro? Cabe ao tribunal decidir, porque ao cabo de muitas reuniões, os ex-namoradinhos não chegaram a acordo. O rapaz, um tal de Luís, estudante afortunado na roda da milhões mas um infeliz nos amores, ainda acenou com metade do bolo, mas a rapariga quer mais do que os «míseros» 7,5 milhões de euros que a antiga cara metade lhe oferece.

Moral da história: para além do dinheiro não ser tudo, não nos livra de uma grande carga de trabalhos. Os 15 milhões estão «congelados» no banco. Se rendessem juros, daqui a pouco já daria para pagar o passivo do Boavista.

PS: Novos desenvolvimentos: disseram-me há pouco que o problema reside afinal no facto de o casalinho ter depositado o dinheiro na conta do pai da rapariga... o qual quer distribuir metade do dinheiro pelo resto da família. Ela não quer. Caso bicudo.


Enviar um comentário