sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

O melhor dos piores



O termo «saco de pancada» foi inventado muito antes de Peter Buckley nascer. Mas assenta-lhe como uma luva. Gosto bastante de boxe, embora não fale muito sobre a modalidade no blogue. Durante anos segui de perto a carreira de Peter Buckley, considerado por muitos o maior perdedor de que há memória no boxe profissional. O inglês retirou-se de cena há pouco tempo, curiosamente com uma vitória, depois de cinco anos consecutivos sem ganhar. O registo de derrotas ao longo da carreira é notável: em 300 combates, Buckley perdeu 256, empatou 12 e ganhou apenas 32.

Para continuar no palco profissional, este pugilista teve de se submeter a exames psicológicos anuais para garantir que tinha todas as faculdades mentais intactas... Confirmou-se que não era louco. Peter Buckley era, isso sim, um verdadeiro lutador, pois só por 10 vezes foi derrotado por «KO», prova irrefutável que entrava na luta... para perder aos pontos. Reformou-se com todos os ossos intactos e ganhou fama mundial por ser um dos piores pugilistas da história da modalidade. Ou o melhor dos mais fraquinhos.

PS: Mesmo assim, acho que não me candidatava a levar um murro do Buckley.
Enviar um comentário