segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Agora, com tranquilidade


Foto: Yahoo/REUTERS/Nacho Doce

Ouvi hoje na rádio que Paulo Bento deve estar arrependido das vezes em que, por opção técnica, não convocou Vukcevic. Isso, claro, a propósito da goleada do Sporting sobre o Paços de Ferreira, por 5-1, para a Taça da Liga, num jogo em que mais uma vez se assistiu (por três vezes) a uma aula de eficácia e crer de Liedson. O montenegrino está a jogar muito e a marcar golos. Agora. Com tranquilidade (:O). Antes do «correctivo» de Paulo Bento jogava razoavelmente bem mas demasiado virado para si mesmo e não para a equipa. Acredito por isso que este Vukcevic ganhou muito com o hiato competitivo a que foi sujeito. Ou, como lhe chamaria um mister que já treinou o Leça, o supremo banho de humildade (dou um prémio a quem adivinhar de que treinador falo).

Enviar um comentário