sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

São mesmo Enormes!

Foto: Ap/Yahoo.com

O Sp. Braga merece ser aplaudido de pé pelos portugueses que amam o futebol. Ganhar em Heerenveen era a única saída possível para a equipa apurar-se para os 16-avos-de-final. O primeiro soco na Holanda não intimidou os Guerreiros de Jorge Jesus, que com classe, determinação e uma grande personalidade conseguiram vencer por 2-1, com golos de Renteria (estás a ver como é fácil?) e o inimitável Luís Aguiar (mais um grande golo do astro uruguaio).

Até ao momento, o Sp. Braga contribuiu com 10 pontos para o ranking português. Mais do que Sporting e Porto (9), muito mais que o Benfica (3). Os minhotos ficaram num grupo difícil, em que na prática só havia duas vagas, já que o Milan teria acesso garantido pela força dos milhões e pela constelação de estrelas que compõe o seu plantel.

Com um pouco mais de sorte nos minutos finais dos jogos com o Milan e Wolfsburgo, o Sp. Braga teria até discutido o primeiro lugar. Serve de lição ao Benfica, que mesmo integrado num grupo mais fraco foi incapaz de ter um rendimento condizente com a sua história. Por outro lado, com um pequeno orçamento (6 milhões) o Braga faz-se grande. Ou melhor, Enorme, que é como seus dedicados e fiéis adeptos gostam de chamar a equipa.

PS: Amanhã (hoje, quando escrevo estas linhas), às 18 horas, o Sp. Braga volta ao trabalho. É assim há dois meses e meio: sem folgas e sem poder respirar, abandona um jogo e começa imediatamente a pensar noutro, escassas horas depois. Já vi isso acontecer noutras equipas, mas não com este nível de violência física e psicológica. Até por isso, Jorge Jesus e companhia merecem uma vénia.

Enviar um comentário