sábado, 11 de outubro de 2008

Antes um ponto que nenhum



Melhor um ponto na mão que três a voar. Não foi um resultado espectacular, mas também não foi mau empatar no terreno de um dos candidatos. Não vi o jogo todo, por isso não vou estender-me na avaliação, apenas registar que depois do que aconteceu com a Dinamarca, e tendo em conta a necessidade de não desperdiçar mais pontos, o 0-0 com a Suécia não é um desfecho desprezível no contexto das contas de Portugal no seu grupo de apuramento.

Enviar um comentário