quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Porto de honra



O FC Porto entrou a vencer na Liga dos campeões, algo que não acontecia desde 2000/2001 - um exercício estatístico irrelevante no contexto do historial daquele que há muito é o melhor representante luso na milionária competição. Lisandro, Lucho e (o improvável) Lino na rota de um triunfo sobre o Fenerbahçe que começou a ser construído muito cedo - e já se sabe que este dragão marcando no primeiro quarto de hora dificilmente perde.

Mas a urgência em marcar também teve um lado negro traduzido nalguma inconstância que atingiu a equipa na fase em que os turcos reagiram à desvantagem.

No resto, apenas retenho duas notas: o empate muito suado do Arsenal em Kiev e a forma como a Fiorentina deixou voar preciosos pontos em Lyon, depois de ter estado a vencer por 2-0. Ah, e claro o 0-0 do Vilarreal em Manchester no regresso (demasiado antecipado?) de Cristiano Ronaldo aos relvados, após a lesão.
Enviar um comentário