segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Investigue-se!

Confesso que me tenho divertido imenso no estádio do tricampeão nacional. Repetir a experiência de receber a credencial depois do jogo começar tem em mim esse efeito. Mas daqui lavro o meu protesto: não faz sentido dar livre-trânsito aos jornalistas (a alguns, pelo menos) antes de a equipa marcar. Porque não muito depois? Fica a sugestão. Entretanto, devo dizer que o facto de ter assomado à bancada de Imprensa dois minutos antes do golo de Bruno Alves, no desafio particular com a Lázio, e estar refastelado na sala dos jornalistas a ver o Mariano marcar ao Belenenses, ontem, não foi coincidência.

A bola (o esférico propriamente dito) ganha repentinamente vida na área dos adversários dos dragões quando entro na obra de arte de Manuel Salgado. Pode ser impressão minha. Mas tenho a certeza que não é. Investigue-se.

PS: Como já perceberam, o Sp. Braga é um clube que acompanho há muito tempo. E merece uma referência pelo respeito que a estrutura do clube revela esta época pelo trabalho dos jornalistas- de todos, sem excepção. O respeito, no futebol, começa a ser uma coisa rara mas existe. O Rio Ave é outro bom exemplo. E o Paços de Ferreira. Tudo boa gente.

2 comentários:

dragao vila pouca disse...

Mas o que é que esperavas? Ter um tratamento Vip, quando pertences a um jornal que sistematicamente, maltrata, descrimina, ignora o F.C.Porto? Que tem jornalista como o Freteiro Delgado, que é o mais ordinário, faccioso, tendencioso e vermelho que há?
Pensas que esquecemos o comportamento de A Bola no caso do apito e da C.League?
Conforma-te e está quietinho no teu canto que estás muito bem.
Manuel Vila Pouca

pascoal sousa disse...

Tratamento VIP? Não há disso nos estádios portugueses. Temos um lugar para nos sentarmos e uma tomada para ligar o computador. Quanto ao resto, é a sua opinião, que respeito. Mas num ponto enganou-se redondamente: no conformismo. E estar quieto não faz parte do minha forma de estar.