sexta-feira, 11 de julho de 2008

Queiroz é o seleccionador



"A Federação Portuguesa de Futebol tem o prazer de anunciar que o Professor Carlos Queiroz é o novo Seleccionador Nacional. O técnico português terá um contrato com a duração de quatro anos e será apresentado na quarta-feira, dia 16 de Julho, às 12h30, na sede do organismo que tutela o futebol em Portugal."


Fonte: FPF

Não era a minha escolha, mas a partir de hoje é, sem condicionalismos de qualquer ordem, o MEU seleccionador. Duas certezas e uma dúvida: com a entrada de Carlos Queiroz, a formação vai conhecer nova curva ascendente, assegurando o futuro da selecção principal; a sua competência e forma de estar no futebol serão um contributo importante para voltar a criar um ambiente saudável entre selecção e imprensa (na era Scolari só havia saúde para os amigos, os críticos eram arrumados para canto). Agora, a dúvida: A Selecção Nacional é um projecto imediato, que tem um timing bem definido: é preciso entrar já a vencer, rumo ao Mundial. Scolari sabia disso e por isso desprezou um pouco a vertente formação. O seu futuro era o presente. É bom que Queirós compreenda que Portugal não pode olhar para baixo. Só para cima.
PS: Ainda não esqueci aquela tirada acerca da «porcaria» dentro da Federação, depois de uma qualificação falhada para o Mundial dos Estados Unidos. Mas penso que o tempo se encarregou de dar a Queiroz a frieza e maturidade que lhe faltaram na altura para concretizar as acusações.
Enviar um comentário