domingo, 15 de junho de 2008

Era escusado, mas...


Acho que nenhum adepto de Portugal gostou de ver aquela festa dos suíços no final do jogo que a selecção nacional perdeu por 2-0, em Basileia. Consta-se que a honra ficou por lá nesta agreste jornada de encerramento do grupo que os lusos ganharam facilmente, mas contas são contas e a frieza dos cálculos manda dizer que nunca uma qualificação para os quartos de final foi tão sossegada. Ainda assim, Portugal escusava de agrafar o seu nome à primeira vitória dos helvéticos em fases finais de um Europeu e muito menos embarcar numa segunda parte tão desprovida de ambição, que funcionou como convite para a Suíça de Hakan Yakin (na foto) organizar uma despedida em beleza para os seus adeptos. Bomba, mesmo, foi a derrota e consequente saída de cena da República Checa frente à Turquia. A ganhar por 2-0, os checos permitiram a reviravolta dos turcos. Triste... fado. Que já não é o nosso.
Enviar um comentário